Rubén Darío Paredes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rubén Darío Paredes del Río (1933) foi um oficial do exército panamenho e governante militar do Panamá (1982-1983).

De 1975-1978, foi ministro da Agricultura e Desenvolvimento. Posteriormente, o coronel Paredes chegou ao poder como líder militar do país após o golpe de Estado contra o coronel Florencio Flores. Seu mandato foi de março de 1982 a agosto de 1983; sendo promovido ao posto de general em 3 de março. [1][2] Durante seu mandato influenciou a renúncia do presidente Aristides Royo, no mesmo ano. [3]

Paredes retirou-se da Guarda Nacional do Panamá depois de fazer um acordo com Manuel Noriega que iria fazê-lo presidente. No entanto, após sua renúncia, Noriega renegou o acordo e mandou prendê-lo. [4]

Paredes é aposentado e vive na Cidade do Panamá, Panamá. Seu tio, Rigoberto Paredes, foi membro da Assembleia Nacional na década de 1980, e foi um dos aliados mais próximos de Norriega.

Referências

  1. Noriega, Manuel Antonio; Eisner, Peter (1997). America's prisoner: the memoirs of Manuel Noriega. [S.l.]: Random House. p. 108. ISBN 978-0-679-43227-2. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. 
  2. Domínguez, Jorge I.; Lindenberg, Marc (1997). Democratic transitions in Central America. [S.l.]: University Press of Florida. pp. 36–. ISBN 978-0-8130-1486-9. Consultado em 28 de fevereiro de 2011.  C1 control character character in |páginas= at position 4 (ajuda)
  3. «Rubén Darío Paredes». Biografías y Vidas 
  4. Butterman, Miriam (30 de novembro de 2009). Moon Living Abroad in Panama. [S.l.]: Avalon Travel. pp. 48–. ISBN 978-1-59880-243-6. Consultado em 28 de fevereiro de 2011. 


Comandos Militares
Precedido por
Florencio Flores
Líder militar do Panamá
1982–1983
Sucedido por
Manuel Noriega