Síndrome de deficiência de canal semicircular superior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Síndrome de deficiência de canal semicircular superior
Classificação e recursos externos
CID-9 386.43
eMedicine 793
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

A síndrome de deficiência de canal semicircular superior, ou síndrome da deiscência do canal semicircular superior,[1] é uma condição patológica rara, descrita pela primeira vez na literatura médica em 1998, que consiste em perfurações no canal semicircular superior, dentro do ouvido.[2]

Causa[editar | editar código-fonte]

A principal causa da síndrome é o desgaste da camada óssea que recobre o canal semicircular superior. [3]

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Os sintomas incluem perda de audição e problemas de equilíbrio, provocados principalmente por barulhos altos ou mudanças de pressão na cabeça.[4]

Referências

  1. «Síndrome da deiscência do canal semicircular superior: A propósito de dois casos clínicos.» (PDF). Consultado em 16 de dezembro de 2017. 
  2. Minor, LB (1998). «Sound- and/or pressure-induced vertigo due to bone dehiscence of the superior semicircular canal». Arch Otolaryngol Head Neck Surg. v.124 (n.3). doi:10.1001/archotol.124.3.249. Consultado em 19 de maio de 2018. 
  3. Godoy, Carolina Calsolari Figueiredo de (2017). «Síndrome da deiscência do canal semicircular superior: relato de dois casos». Rev. CEFAC. v.19 (n.1). doi:10.1590/1982-0216201719112016 
  4. BBC Brasil: Cirurgia cura homem que ouvia movimento dos olhos
Ícone de esboço Este artigo sobre doenças é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.