Sakoku

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Parte da série sobre
História do Japão
Osaka Castle 02bs3200.jpg
Paleolítico (50/35.000–13/9.500 AEC)
Período Jōmon (13/9.500–300 AEC)
Período Yayoi (300 AEC — 250 EC)
Período Yamato (250–710)
- Período Kofun (250–538)
- Período Asuka (538–710)
Período Nara (710–794)
Período Heian (794–1185)
Período Kamakura (1185–1333)
Restauração Kemmu (1333–1336)
Período Muromachi (1336–1573)
- Período Nanboku-chō (1336–1392)
- Período Sengoku (1467–1573)
Período Azuchi-Momoyama
(1573–1603)
Período Edo (1603–1868)
Império do Japão (1868–1945)
- Período Meiji (1868–1912)
- Período Taishō (1912–1926)
- Período Showa (1926–1989)
Japão (1945–presente)
- Ocupação do Japão
- Japão pós-ocupação
- Heisei (1989–2019)
- Reiwa (2019-presente)
Portal do Japão

Sakoku (鎖国? "país fechado") foi a política externa isolacionista japonesa do Xogunato Tokugawa (Bakufu)[1] sob a qual as relações e o comércio entre o Japão e outros países eram severamente limitados, quase todos os estrangeiros eram impedidos de entrar no Japão e os japoneses comuns foram impedidos de deixar o país por um período de mais de 220 anos.

A política foi promulgada pelo Xogunato Tokugawa sob Tokugawa Iemitsu através de uma série de decretos e políticas entre 1603 a 1639, e terminou depois de 1853, quando os navios estadunidenses comandados por Matthew Perry forçaram a abertura comercial do Japão aos Estados Unidos (e, por extensão, ao Ocidente) através de uma série de tratados desiguais.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.