Salsas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Portugal Portugal Salsas 
  Freguesia  
Localização
Salsas está localizado em: Portugal Continental
Salsas
Localização de Salsas em Portugal
Coordenadas 41° 38' 15" N 6° 48' 54" O
Município BGC.png Bragança
Administração
Tipo Junta de freguesia
Presidente Pedro Miguel Ramos Zoio (PPD/PSD)
Características geográficas
Área total 26,12 km²
População total (2011) 389 hab.
Densidade 14,9 hab./km²
Outras informações
Orago São Nicolau

Salsas é uma aldeia e freguesia portuguesa do município de Bragança, com 26,12 km² de área e 389 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 14,9 hab/km².

Antiga freguesia de S. Nicolau de Salsas, reitoria da apresentação do arcebispo de Braga. Em 1839 pertenceu ao concelho de Bragança, em 1840 ao de Izeda, extinto por decreto de 24 de Outubro de 1855, pelo qual passou para o de Bragança.

O nome desta freguesia não tem relação alguma com salsa - planta. As palavras "Salsa" e/ou "Sales" origem nas palavras: Tempero e ervas aromáticas (Salvia / Salva) e, do latim SALUS, que significa: saúde e propriedades curativas. Esta plantas, ou a sua transformação em tempero, eram guardadas em utensílios "Salva" de prata ou "bandeja" usados nos mosteiros. Provavelmente, será esta a origem da palavra, que por força do tempo, derivou para o plural, dando origem a SALSAS. Importa ainda, para além, do significado do nome da aldeia, fazer uma pesquisa documental, de modo a aprofundar o conhecimento da sua origem e que história encerra este lugar. É composta pelos seguintes lugares: Chãos, Fernande, Freixeda, Moredo, Salsas, sede de freguesia e Vale Nogueira. É terra de centeio e castanha.

Em tempos antigos existiu um importante centro de manufactura da telha, embora fosse de forma artesanal. A telha produzida era utilizada na construção de casas de habitação e outros e edifícios necessários ao desenvolvimento individual como de toda a comunidade e da região, já que a telha era adquirida pelas outras comunidades próximas destes centros de elaboração.

Nestes centros, os quais era uma área considerável, realizava-se todo o processo de produção. Desde a preparação da matéria-prima “o barro” onde era limpo das grandes impurezas e amassado manualmente ou utilizando animais de trabalho de grande porte no caso bovinos. Seguidamente era elaborada a telha em moldes predefinidos, passava para a fase de secagem onde aguardava o tempo necessário. Posteriormente ia para a cozedura em fornos, estes também construídos artesanalmente, ai a telha cozia nestes fornos aquecidos a lenha ou em madeira seleccionada para obter a melhor temperatura.

Findo este processo e depois de os fornos arrefecerem a telha era retirada e colocada num espaço amplo e plano chamado “eira” em empilhadores ou “pilhas” em contagens doseadas para ser vendida e levada para os seus diversos destinos.

Em abril de 2017 foram encontrados focos da vespa da galha do castanheiro nesta freguesia.[1]

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Salsas [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
736 804 864 990 1 106 632 755 1 089 1 164 1 054 794 728 532 424 389

Património[editar | editar código-fonte]

Salsas preserva ainda a estação de caminho-de-ferro da Linha do Tua, a qual expõe preservada a torre de água que alimentava as locomotivas a vapor. Foi palco em 27 de Abril de 1910 do terrível incidente que vitimou Abílio Beça, Conselheiro e Governador Civil de Bragança. Tentando subir para o comboio em andamento, terá escorregado para a linha, sendo trucidado pelo comboio. Abílio Beça é considerado, ao lado de figuras como Clemente Meneres, Dinis da Mota e João da Cruz, como um dos pais da Linha do Tua.

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.