Schuler Group

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Schuler Group
Schuler Group
Atividade Engenharia Mecânica
Fundação 1839 (185 anos)
Fundador(es) Louis Schuler
Sede Göppingen,  Alemanha
Área(s) servida(s) Mundo
Presidente
  • Domenico Iacovelli, Presidente do Conselho de Administração
  • Dr.-Ing. Joachim Schönbeck, Presidente do Conselho de Supervisão
Empregados 5.000
Empresa-mãe Andritz Group
Website oficial www.schulergroup.com

Schuler Group é uma empresa alemã com sede em Göppingen, que atua no campo de formação de processos pré-industriais e cunhagem, é a maior fabricante de prensas do mundo. As prensas são usadas para criar folhas para automóveis e outras peças, bem como itens como latas de bebidas e aerossóis, moedas, pias, tubos grandes e peças para motores elétricos.

Mercado[editar | editar código-fonte]

A empresa possui unidades de produção na Alemanha, Suíça, Brasil, EUA e China e, além da indústria automotiva e seus fornecedores, também fornece à eletrodomésticos, indústria elétrica, indústrias de forja, energética e aeroespacial bem como a ferroviária. No total, a empresa tem presença em 40 países com sites próprios e representantes.[1]

Em 31 de dezembro de 2016, a empresa empregava 6.617 pessoas e, no ano fiscal de 2016, alcançou um faturamento de cerca de € 1,2 bilhão. O lucro antes dos juros e impostos (EBIT) cresceram em 2015 em € 95,4 milhões, o resultado do grupo foi de € 77,4 milhões.

As ações da Schuler AG foram listadas no mercado regulamentado nas bolsas de valores de Frankfurt e Stuttgart.[2] Quando a porção pública de flutuação caiu abaixo de 10% em 2012, o grupo caiu do índice de ações SDAX.[3] Em 2014 as ações foram retiradas da bolsa de valores regulamentada;[4] hoje, as ações só estão listadas no mercado aberto na Bolsa de Valores de Munique.

História[editar | editar código-fonte]

As moedas em circulação no Brasil são cunhadas utilizando as prensas Schuler.

A companhia foi fundada por Louis Schuler em 1839 e produziu as primeiras máquinas de formação de chapas metálicas em 1852. Em 1895, as primeiras prensas de mineração foram exportadas para a China. A Schuler apresentou a primeira prensa de transferência do mundo na Exposição Universal de 1900, em Paris. Em 1924, foi entregue a primeira prensa de painéis para produção em massa. Em 1999, A Schuler tornou sua oferta pública e entrou no campo da tecnologia laser com a aquisição da Held Lasertechnik em Dietzenbach, Alemanha. Em 2007, adquiriu a companhia Müller Weingarten AG,[5] que também incluiu a empresa Umformtechnik Erfurt, juntamente com outras. Essa aquisição criou um fornecedor líder global de tecnologia de formação para processamento de metais com uma participação no mercado de cerca de 35%.

Prensa de transferência de 16.000 quilonewton em Erfurt.

No mesmo ano, a Schuler lançou sua Tecnologia ServoDirect para prensas, que agora se tornou o padrão para a indústria do ramo. Foi seguida pela TwinServo Technology em 2014.[6]

Uma prensa de desenho profundo de duas alavancas fabricada pela Schuler datadas de 1928 foi mantida no museu Automobilwerk Eisenach, é exibida fora do museu em Eisenach como um monumento técnico, depois de ter estado em operação lá até 1998.[7]

Quando a porção pública de flutuação caiu abaixo de 10% em 2012, a Schuler caiu do índice de ações SDAX[8]

Em maio de 2012, a empresa austríaca Andritz AG adquiriu 38,5% das ações da Schuler AG da família Schuler-Voith, e fez dos acionistas uma oferta de € 20 por ação. Em 15 de fevereiro de 2013, a Andritz reportou uma participação de 93,57%, após as autoridades terem aprovado a aquisição. [9][10]

Na primavera de 2014, o Conselho Executivo da Schuler AG decidiu solicitar que as ações da Schuler AG fossem deslistadas,[11] inaugurou oficialmente a Torre de Inovação Schuler na sede de Göppingen, em 2017.[12]

Como parte das atividades de patrocínio, a companhia vem apoiando projetos no campo das ciências, pesquisas e educação bem como assuntos sociais e boa cidadania nos diversos locais. O Fundo Louis Schuler de Educação e Ciência, por exemplo, é designado para dar suporte a estagiários e instituições de ensino na área da tecnologia.[13]

Referências

  1. Indicadores-chave do grupo (em inglês)
  2. Hoppenstedt Aktienführer 2009, página 1011
  3. Schuler AG: Liberação de acordo com o Artigo 26, Seção 1 da Lei Alemã de Comércio de Títulos com o objetivo de distribuição em toda a Europa (WpHG)
  4. Schuler AG: Delisting, ad-hoc release dated April 4, 2014
  5. «StackPath». www.forgingmagazine.com. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  6. «Schuler presents its latest innovation» [Schuler apresenta sua mais recente inovação]. Machinery Market (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  7. Monumento técnico em Eisenach, acessado em 27 de fevereiro de 2022
  8. Schuler AG: Veröffentlichung gemäß § 26 Abs. 1 WpHG mit dem Ziel der europaweiten Verbreitung (Publication according to Section 26 Paragraph 1 of the German Securities Trade Act with the aim of Europe-wide distribution)
  9. Andritz: Aquisição da Schuler sem condições, no ORF datado de 7 de fevereiro de 2013, acessado em 27 de fevereiro de 2022.
  10. Schuler AG: Veröffentlichung gemäß § 26 Abs. 1 WpHG mit dem Ziel der europaweiten Verbreitung (Publicação de acordo com a Seção 26 Parágrafo 1 da Lei alemã de Comércio de Valores Mobiliários com o objetivo de distribuição em toda a Europa) (em alemão)
  11. Delistando 2014, acesso em 27 de fevereiro de 2022
  12. «Schuler Group officially opens Innovation Tower» [O Grupo Schuler abre oficialmente a Torre de Inovação] (em inglês). Packaging Europe. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 
  13. «Schuler Sustainability Broschure» (PDF). Schuler Group. Consultado em 27 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Schuler Group
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.