Sebastião Alba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sebastião Alba
Nome completo Dinis Albano Carneiro Gonçalves
Nascimento 11 de março de 1940
Braga, Portugal
Morte 14 de outubro de 2000 (60 anos)
Nacionalidade Moçambique Moçambicano
Ocupação Escritor
Magnum opus A noite dividida
Prémios Grande Prémio de Literatura dst (1996)

Dinis Albano Carneiro Gonçalves, cujo pseudónimo é Sebastião Alba (Braga, 11 de Março de 1940 - 14 de outubro de 2000 (60 anos), foi um escritor naturalizado moçambicano. Pertenceu à jovem vaga de autores moçambicanos que vingam na literatura lusófona.

Nasceu em Braga, onde viveu durante anos. Radicou-se, juntamente com a sua família, em 1950, em terras moçambicanas e só voltou a Portugal em 1984, trasladando-se novamente para a «Cidade dos Arcebispos», Braga. Mas foi em Moçambique que se formou em jornalismo, e leccionou em várias escolas, e contraiu matrimónio com uma nativa.

Publicou, em 1965, Poesias, inspirado na sua própria biografia. Um dos seus primeiros poemas foi Eu, a canção. Os seus três livros colocaram-no numa posição cimeira no ambiente cultural bracarense.

Faleceu com 60 anos, atropelado numa rodovia. Deixa um bilhete dirigido ao irmão: «Se um dia encontrarem o teu irmão Dinis, o espólio será fácil de verificar: dois sapatos, a roupa do corpo e alguns papéis que a polícia não entenderá».

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

  • Poesias, Quelimane, Edição do Autor, 1965.
  • O Ritmo do Presságio, Maputo, Livraria Académica, 1974.
  • O Ritmo do Presságio, Lisboa, Edições 70, 1981.
  • A Noite Dividida, Lisboa, Edições 70, 1982.
  • A Noite Dividida,(O Ritmo do Presságio / A Noite Dividida / O Limite Diáfano), Lisboa, Assírio e Alvim, 1996.
  • Uma Pedra Ao Lado Da Evidência, (Antologia: O Ritmo do Presságio / A Noite Dividida / O Limite Diáfano + inédito), Porto, Campo das Letras, 2000.
  • Albas, Quasi Edições, 2003

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]