Segurança corporativa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A segurança corporativa é um ramo da segurança que cuida dos interesses ligados à empresas públicas ou privadas, no que tange à proteção de seus recursos humanos e materiais.

A gestão da segurança deve estar em consonância com a missão e valores da empresa e deve respeitar os limites éticos e legais impostos nas regiões em que atuam.

Atividades[editar | editar código-fonte]

Normalmente essa função é exercida por um Gestor de Segurança, mas podemos encontrar outros departamentos que fazem a gestão deste segmento corporativo.

As principais atividades performadas pelo gestor de segurança de uma instituição são:

Limites[editar | editar código-fonte]

É necessário, no entanto, a definição muito clara dos limites entre segurança privada e pública. Os processos de segurança em corporações devem privilegiar a prevenção.

Além disso, estes processos devem permitir o desenvolvimento da empresa em seus mercados e antever as possíveis ameaças que possam causar danos ou prejuízos à instituição.

Associações[editar | editar código-fonte]

Atualmente no Brasil, existem algumas instituições que congregam estas atividades profissionais.

  • ABSEG
  • ABSO
  • ASIS
  • ABGS
  • CEAS
  • BGS