Sensibilidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Sensibilidade refere-se à percepção aguda ou receptividade a respeito de algo, como por exemplo as emoções de um indivíduo. O conceito surgiu na Inglaterra do século XVIII, intimamente relacionado a estudos de percepção sensorial como o meio através do qual o conhecimento é reunido. Mais tarde veio a ser associado também à filosofia moral.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Barker-Benfield, G.J. The Culture of Sensibility: Sex and Society in Eighteenth-Century Britain. Chicago: University of Chicago Press, 1992
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.