Shasu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Egípcios espancando espiões shasu (detalhe da escultura de parede sobre a Batalha de Cades)

Shasu (do egípcio š3sw[1]) eram nômades de língua semítica que habitaram o Levante do final da Idade do Bronze até a Idade do Ferro (ou o Terceiro Período Intermediário do Egito Antigo). Eles eram organizados em clãs sob um chefe tribal e eram descritos como bandidos ativos do vale de Jezreel até Ascalão e o Sinai.[2] Alguns estudiosos ligam os israelitas e YHWH aos shasu.

Referências

  1. Donald B. Redford (1992), p. 271.
  2. Miller (2005), p.95

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Redford, Donald B. (1992). Egypt, Canaan and Israel In Ancient Times. Princeton: Princeton University Press. ISBN 0-691-00086-7 
  • Miller (II.), Robert D. Chieftains of the Highland Clans: A History of Israel in the 12th and 11th Centuries B.C., Wm. B. Eerdmans Publishing, 2005, Wipf and Stock Publishers, 2012
Ícone de esboço Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.