Sistema conservativo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Em física, um sistema conservativo é aquele onde somente forças conservativas realizam trabalho[1] . Em outras palavras, o trabalho das forças não conservativas (dissipativas) é nulo. Forças não conservativas podem ou não estar presentes, desde que o trabalho realizado por elas seja nulo. Como exemplo de um sistema conservativo, podemos citar um corpo em queda livre no vácuo - neste caso, a única força (conservativa) atuante é o peso, portanto não existe trabalho realizado por forças não conservativas e o sistema pode ser dito conservativo. A importância em estudar-se os sistemas conservativos reside em sua propriedade de conservar a energia total.

Um sistema conservativo jamais deve ser confundido com um sistema isolado de forças externas, em que a grandeza conservada é a quantidade de movimento ao invés da energia mecânica.

  1. Helou/Gualter/Newton, Newton Villas Bôas/Gualter José Biscuola/Ricardo Helou Doca. Tópicos de Física - volume 1. [S.l.: s.n.], 2012. ISBN 9788502178106
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.