Slacktivism

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Slacktivism é um neologismo da língua inglesa formado pela amálgama das palavras slack e activism, o que significa "ativismo preguiçoso" ou "ativismo de preguiçosos". Apesar do termo, originado em 1995, ter surgido com uma conotação positiva[1] , atualmente o mesmo é usado de forma depreciativa e pejorativa para designar ações e campanhas (em geral, de internet e redes sociais) com pouco ou nenhum resultado prático efetivo em que as pessoas participam apenas para mostrar engajamento, buscar uma identidade ou aliviar consciência ou culpa[2] [3] , apesar de essa assunção não ter sido deduzida pela investigação.[4]

Traduções[editar | editar código-fonte]

Em português, os termos equivalentes são sofativismo (outro neologismo, formado pela junção das palavras sofá e ativismo), ativismo de sofá, mobilização de sofá, revolta de sofá ou revolução de sofá.[5]

Referências

  1. Christensen, Henrik Serup (3 de novembro de 2011). "Political activities on the internet: Slacktivism or political participation by other means?" (em inglês). First Monday. Consult. 2 de dezembro de 2013. 
  2. Morozov, Evgeny (5 de fevereiro de 2010). "O ativismo on-line é para preguiçosos". Revista Época. Consult. 2 de dezembro de 2013. 
  3. Gladwell, Malcolm (4 de outubro de 2010). "Annals of Innovation - Small Change - Why the revolution will not be tweeted" (em inglês). The New Yorker. Consult. 2 de dezembro de 2013. 
  4. Davis, Jesse (27). "Cause Marketing: Moving Beyond Corporate Slacktivism". Consult. 22 November 2011. 
  5. Significados.com
Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.