Sobreacumulação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A sobreacumulação ou superacumulação é um conceito da economia marxiana que define a situação através da que os investidores, ao não ter a expectativa de obter uma taxa de lucro que consideram suficiente, optam por deixar de reinvestir o seu capital e mais-valía, acumulando-o sem fins produtivos. Quando a sobreacumulação torna-se na tónica geral do mercado, pode produzir crises ou acentuar as já existentes, constituindo uma das causas das crises cíclicas do capitalismo.[1][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Marx, Karl. O Capital. Livro III. [S.l.: s.n.] 
  2. (em inglês) The Marxist Theory of Overaccumulation and Crisis. Science & Society. 1990.