Sociedade Athlética União Sportiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
União Sportiva
União Sportiva.png
Nome Sociedade Athlética União Sportiva
Alcunhas Alvinegra
Tiva
Fundação 5 de agosto de 1906 (111 anos)
Estádio Campo da Praça Floriano Peixoto
Localização Belém, Pará
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

A Sociedade Athlética União Sportiva foi uma agremiação esportiva da cidade de Belém, Pará.[1] Seu uniforme principal era composto de camisa com listras verticais pretas e brancas, calção branco e meias pretas.

História[editar | editar código-fonte]

A União Sportiva foi fundada em 15 de agosto de 1906 na Praça Justo Chermont, onde funcionava a Associação Recreativa “Ernesto Matoso”. Nessa época, só existiam no Pará a Associação Desportiva e Recreativa e Beneficente e o Sport Club do Pará.

Em 1908 tornou-se o primeiro campeão paraense de futebol profissional, conquistado a chamada Taça Estado do Pará, toda de prata. A equipe base era formada por: Moreira; F. Mota e Cecílio; Franco, Lobato e Alves; Conceição, Everaldo, Rubilar, Henrique e Mota. A União arrebatou o bi em 1910, no segundo Campeonato Paraense da história.

Assim como aconteceu em 1909, o Campeonato Paraense não disputado em 1911. Ainda assim, a União Sportiva possuía o melhor quadro, composto por: Elpídio, Alves e Corrêa; Zito, Lobato e Conceição; Rubilar, Antonico, Henrique, Nahon e Guimarães. Tempos depois, esses atletas deixaram o clube e migraram para outras agremiações, a exemplo de Nahon, Antonico e Rubilar que foram para o Grupo do Remo, sendo que este último foi, além de fundador da União Sportiva, um dos reorganizadores do Remo em 1911.

Além de bicampeã estadual, a União Sportiva conquistou também a Taça Província do Pará e o bicampeonato do Torneio Início em 1924 e 1927. O maior futebolista da história do clube foi Euclides Pessoa do Nascimento, o Marituba, que tornou-se o recordista de prolongamento de carreira, jogando durante 25 anos (de 1917 a 1942), sempre na União. O clube foi extinto em 1967.

Em 2008, a União voltou à ativa para disputar a Copa do Centenário do Campeonato Paraense, que contou com a participação de Remo, Paysandu e Tuna Luso. A União foi representada por jogadores do Clube Municipal Ananindeua. Na estreia venceu o Papão por 2 a 1, no dia 26 de outubro. No entanto, tanto Remo quanto Paysandu desistiram de disputar a Copa por falta de público, levando a União a disputar a sua segunda partida contra a Tuna como se já fosse a final. O empate contra a Águia em 0 a 0, no dia 2 de novembro, deu à União o vice-campeonato perdendo somente no saldo de gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(1908 e 1910)
(1924 e 1927)

Destaques[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Futebol Nacional. «União Esportiva/PA». Futebol Nacional. Consultado em 21 de setembro de 2017 
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.