Swedish Space Corporation

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Swedish Space Corporation (em sueco: Svenska rymdaktiebolaget; SSC) é uma empresa estatal sueca, vocacionada para a execução do programa espacial do país. Lida com tecnologia espacial e de deteção remota desde 1927, colaborando em programas e projetos com organizações espaciais, empresas e organizações de pesquisa com acesso ao espaço. É responsável pela gestão do Centro de pesquisa e lançamento de foguetes de Esrange, localizado a 45 km a leste da cidade de Kiruna, no norte da Suécia.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A SSC fornece competência especializada em subsistemas espaciais, operações espaciais e satélites, foguetes e sistemas de balão, incluindo equipamentos de experiência, serviços de lançamento, serviços de engenharia aeroespacial, bem como sistemas de bordo de vigilância marítima. Através de suas subsidiárias integrais, a ECAPS e a NanoSpace, a SSC também está envolvida no desenvolvimento de sistemas de propulsão ecológicos e sistemas de micromecânica para aplicações espaciais.

A partir da sua instalação Esrange Space Center no norte da Suécia, a SSC faz os lançamentos de foguetes e balões de alta altitude para a pesquisa nas áreas de microgravidade, astrofísica, astronomia e estudos atmosféricos.

Em 01 de julho de 2011 a SSC vendeu sua divisão de satélite à empresa espacial alemã OHB que formou uma subsidiária sueca chamada de OHB-Sweden.

Em fevereiro de 2013, uma auditoria feita pelo governo foi divulgado pelo Gabinete de Auditoria Nacional da Suécia, que concluiu que "o investimento espacial sueco é distribuído entre várias organizações que funcionam como chaminés sem comunicação real entre elas e nenhuma ambição comum".[2] Enquanto cerca de 1 bilhão SEK (158 milhões USD) são gastos anualmente em iniciativas espaciais suecas, o relatório da auditoria exige um adicional do governo na "supervisão da Agência Espacial Europeia (ESA) e uma revisão da estrutura e missão do Swedish Space Corporation.[2]

Satélites científicos desenvolvidos[editar | editar código-fonte]

  • Prisma - lançado em 15 de junho de 2010
  • SMART-1 - lançado em 27 de setembro de 2003
  • Odin - lançado em 20 de fevereiro de 2001
  • Astrid 2 - lançado em 10 de dezembro de 1998
  • Astrid 1 - lançado em 24 de janeiro de 1995
  • Freja - lançado em 06 de outubro de 1992
  • Viking - lançado em 22 de fevereiro de 1986

Gerenciamento de projetos de satélites de telecomunicações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Svenska rymdaktiebolaget». Bonniers uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag). p. 973. ISBN 91-0-011462-6. 
  2. a b «Report Calls for Sweeping Rethink of Swedish Space Spending» (em inglês). Space News. Consultado em 06 de fevereiro de 2014.