Técnicas de pé do caratê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Ashi waza
Jud-koshi.svg

Grafia
Tradução técnicas pedais
Kanji 足技 ou 脚技
Hiragana あし
Informações gerais
Classe técnica
Estilo(s) praticante(s) Todos
Conteúdo
Escopo Emprego das extremidades dos membros
Karate icon.svg

Ashi waza (足技?) é a parte do caratê que tem por objeto de estudo as técnicas de emprego dos pés, isto é, mais especificamente sobre como posicionar o membro para suportar o impacto de uma técnica de defesa ou ataque, mas, sem sentido amplo, quer significar também o conjunto de técnicas em que se usam pés e pernas.

Fukurahagi[editar | editar código-fonte]

Fukurahagi (脹脛? panturrilha).

Futomomo[editar | editar código-fonte]

Jud-momo.svg

Momo (?), ou Futomomo (太股), é a parte da coxa. Raramente é usada em ataque ou defesa, pois serve mais como apoio, isto é, quando se aplica uma técnica de arremesso, o membro pode ser utilizado como ponto angular de uma alavanca.[1]

Hiza[editar | editar código-fonte]

Jud-hiza.svg

Hiza (?) corresponde ao joelho.[1] Geralmente a área de impacto respousa sobre a patela, ou Hizagashira (em japonês: 膝頭), porém pode, dependendo se ataque ou defesa ou a direção, repousar logo acima.[2]

Soku[editar | editar código-fonte]

Soku (? pé) é o membro principal das técnicas de pernas e é o aplicador e recebedor dos impactos dos golpes, haja vista que, por se situar na extremidade da perna, possui a capacidade natural de potencializar a energia de um golpe, tal como sucede com um chicote, que conduz a energia cinética desde o cabo até a ponta, resultando numa onda supersónico e causadora dum estalo no ar.[3]

Haisoku[editar | editar código-fonte]

Jud-haisoku.svg

Haisoku (背足?) corresponde à área de impacto que repousa sobre a parte superior do pé. Devido à natural resistência desta parte do , é uma técnica que é facilmente aprendida por praticantes neófitos, contudo, deve-se ter cuidado, pois há tendões que podem acarretar lesões, se não forem observados os cuidados mínimos.[4]

Kakato[editar | editar código-fonte]

Jud-kakato.svg

Kakato (?), ou Enju (), é a área de impacto obtida tensionando-se o a ponta do pé para trás, de forma que o calcanhar fique saliente, para receber o impacto do golpe.[1][5]

Koshi[editar | editar código-fonte]

Jud-koshi.svg

Koshi (虎趾?), ou Chusoku (中足), é formada levantando e tensionado os dedos, expondo a parte mais carnuda do pé.[6]

Sokuto[editar | editar código-fonte]

Jud-sokuto.svg

Sokuto (足刀 sokutō?) é a parte lateral externa do pé,[1] em cuja resistência natural o lutador (mesmo iniciante) deposita segurança. Pode, contudo, ser essa resistência bastante aprimorada com treinamento. O costume é caminhar sobre essa parte do pé no início da aula, quando se faz o aquecimento.[5]

Teisoku[editar | editar código-fonte]

Jud-teisoku.svg

Teisoku (底足?) é a parte lateral interna do pé, isto é, a área corresponde à região inferior mediana, oposta ao metatarso; planta do pé. Sua vocação primordial é o emprego em defesas.[1]

Tsumasaki[editar | editar código-fonte]

Jud-tsumasaki.svg

Tsumasaki (爪先?) é formada firmando-se os dedos, de modo a obter um bloco compacto, que servirá de área de contacto.[4][7]

Sune[editar | editar código-fonte]

Jud-sune.svg

Sune (すね?) é a parte frontal da perna rente à tíbia, popularmente chamada de "canela". Recomenda-se não usar da técnica, salvo depois de avançado treinamento, para fortalecer o membro.[1] Enquanto não se tiver tal nível, melhor abster-se de usar ou executar a técnica apenas obliquamente.

Referências

  1. a b c d e f «Karate lessons online» (em inglês) 
  2. «Federação de Ju-Jitsu e Disciplinas Associadas de Portugal». Arquivado do original em 26 de abril de 2012 
  3. «מושגים שימושים בקראטה» (em hebraico). Arquivado do original em 13 de julho de 2011  Texto "קי מה קאן קראטה דוג'ו" ignorado (ajuda); Texto "שיטו ריו" ignorado (ajuda)
  4. a b «ESKA - English Shotokan Karate Association». Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  5. a b «The Aikido FAQ (Aikido Dictionary)» (em inglês) 
  6. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Jonci
  7. «קראטה» (em hebraico) 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • DEMURA, Fumio. Shito-ryu karate (em inglês). Santa Clarita: Ohara, 1971.
  • FUNAKOSHI, Gichin. Karatê-Dô: o meu modo de vida. São Paulo: Cultrix, 1975. ISBN 85-316-0463-X.
  • McCARTHY, Patrcik . Ancient Okinawan martial arts (em inglês). 9 ed. EE. UU.: Tuttle, 200.51 v.

Ver também[editar | editar código-fonte]