Takashi Sekizuka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Takashi Sekizuka
Informações pessoais
Nome completo Takashi Sekizuka
Data de nasc. 26 de outubro de 1960 (58 anos)
Local de nasc. Funabashi,  Japão
Altura 1,76 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-atacante)
Clubes de juventude
1976–1979
1980–1984
Yachiyo High School
Universidade de Waseda
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1984–1991 Japão Honda FC
Times/Equipas que treinou
1991–1992
1993–1994
1995
1996–2003
1998
1999
2004–2008
2009
2010–2012
2013
2014–2016
Japão Universidade de Waseda
Japão Kashima Antlers (auxiliar-técnico)
Japão Shimizu S-Pulse
Japão Kashima Antlers (auxiliar-técnico)
Japão Kashima Antlers (interino)
Japão Kashima Antlers (interino)
Japão Kawasaki Frontale
Japão Kawasaki Frontale
Flag of Japan.svg Japão sub-23
Japão Júbilo Iwata
Japão JEF United
– (-)
– (-)
– (-)
– (-)
6
1
153
34
– (-)
21
97

Takashi Sekizuka - em japonês: 関塚 隆 , transl. Sekizuka Takashi (Funabashi, 26 de outubro de 1960) é um ex-futebolista e treinador de futebol japonês.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador, Sekizuka era atacante, sem o mesmo destaque que teria como treinador. Revelado na Yachiyo High School, em 1976, defendeu ainda a Universidade de Waseda ainda na juventude, além de ter jogado pelo Honda FC, única equipe de sua carreira, entre 1984 e 1991. Na época, o futebol nipônico ainda era amador.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Com a carreira de jogador encerrada, Sekizuka iniciou sua trajetória como técnico no mesmo ano em que pendurou as chuteiras. Foram dois anos treinando a Universidade de Waseda até ganhar sua primeira chance em um time grande: o Kashima Antlers, que ainda tinha o brasileiro Zico, já em reta final de carreira, foi o destino do ex-atacante, que trabalhou como assistente de Masakatsu Miyamoto. Após uma passagem pelo Shimizu S-Pulse em 1995, Sekizuka voltaria ao Antlers em 1996, permanecendo até 2003 - foi duas vezes técnico interino da equipe, em 1998 e 1999.

Em 2004, assumiu o comando técnico do Kawasaki Frontale, onde viveu seu melhor momento: em 4 anos no clube, foram 151 jogos (85 vitórias, 28 empates e 38 derrotas), saindo com 56,29% de aproveitamento. Regressou ao Frontale em 2009, sem o mesmo destaque da primeira passagem, mas com aproveitamento quase igual: 55,88% (em 34 jogos, foram 19 vitórias, 7 empates e 8 derrotas).

Entre 2010 e 2012, treinou a Seleção Japonesa sub-23, comandando a equipe nas Olimpíadas de 2012, ficando em quarto lugar.

Em 2013, assumiu o Júbilo Iwata com o objetivo de salvar a equipe do rebaixamento à J. League 2, a segunda divisão japonesa, mas não conseguiu obter êxito. Entre julho de 2014 e 2016, foi o técnico do JEF United.

Bandeira de JapãoSoccer icon Este artigo sobre um futebolista japonês é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.