Telescópio espacial MOST

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
MOST
Organização CanadáCanadian Space Agency
Principal contratante
Tipo de missão Astronomia
Satélite Terra
Lançamento 30 de junho de 2003 às 14:15:00 UTC
Duração da Missão 9 anos (decorrido)
Massa 53.0 kg
NSSDC ID 2003-031D
Website http://www.astro.ubc.ca/MOST/index.html
Elementos orbitais
Periélio 819 km
Excentricidade
Inclinação
Período orbital
Ascensão reta do

nó orbital

Argumento do pericentro
Instrumentos
Espectrômetro

O telescópio espacial MOST foi desenvolvido pelo Canadá para estudar microvariabilidade e as oscilações das estrelas. O acrônimo MOST vem das letras iniciais das palavras da expressão expressão Microvariability and Oscillations of STars. Ele é o primeiro (e único até o momento) telescópio espacial canadense e é também o menor telescópio espacial já produzido.

Parâmetros da Missão[editar | editar código-fonte]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Como seu nome sugere, sua missão principal é monitorar variações na luz das estrelas, o qual é feito através da observação da estrela alvo durante um longo período de tempo (superior a 60 dias). Telescópios espaciais maoires não podem manter o foco sobre um único alvo por tão longo tempo pois isto exige muito de seus recursos.

O telescópio está dentro de um satélite com formato de uma pequena caixa com 65x65 cm de largura e altura e 30 cm de profundidade, pesando 60 kg. Isto o coloca na categoria dos satélites miniaturizados ou s.

O projeto MOST foi desenvolvido como um esforço conjunto da Agência Espacial Canadense, da Dynacon Enterprises Limited, do Instituto para Estudos Aeroespaciais da Universidade de Toronto e da University of British Columbia. Os planos da equipe científica do MOST, comandada por Jaymie Matthews, é usar as observações do MOST para ajudar a datar a idade do universo, e para pesquisar por evidênicas de planetas extrasolares.

O instrumento da missão é formado por uma câmera com dois CCDs, alimentada por um telescópio Maksutov de 15 cm de abertura. Um dos CCDs é usado para fazer medidas da luz das estrelas, enquanto o outro fornece imagens usadas pelo software de guiagem que, com a ajuda de um conjunto de quatro rodas de reação (similar a um giroscópio) mantém um apontamento preciso de quase 1 arcseg, o melhor apontamento já feito por um microsatélite até o presente.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

A midia canadense se refere ao MOST como humble space telescope, para contrastar com o Hubble Space Telescope da NASA.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Telescópio espacial CoRoT

Ligações externas[editar | editar código-fonte]