Terras do Sado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Região demarcada de Terras do Sado (Vinhos Regionais)

Terras do Sado é uma região demarcada para a produção de vinhos portugueses que cobre a maior parte da área geográfica contígua ao rio Sado, onde as serras do conjunto montanhoso do Parque Natural da Arrábida provocam significativa influência sobre os seu Terroir. A produção de vinhos nesta área está classificada como Vinho Regional (VR). Esta região é quase inteiramente rodeada pelo Alentejo VR, com a região Setúbal DOC a noroeste e o oceano Atlântico a oeste.[1]

Castas[editar | editar código-fonte]

Os vinhos tintos produzidos sob a denominação Terras do Sado VR têm que conter obrigatoriamente uma combinação de pelo menos 50% das castas Aragonez, Cabernet Sauvignon, Merlot, Moscatel Rôxo, Periquita (Castelão), Tinta Amarela e Touriga Nacional. Os restantes 50% podem incluir as castas Alfrocheiro Preto, Alicante Bouschet, Bastardo (casta), Moreto ou Tinta Miuda.

os vinhos brancos da região são obrigados a conter pelo menos 50% das castas Arinto, Chardonnay, Fernão-Pires, Malvasia Fina, Moscatel de Alexandria e Roupeiro. Os restantes 50% podem incluir as castas Antão Vaz, Esgana Cão, Sauvignon blanc, Rabo de Ovelha ou Trincadeira[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b T. Stevenson "The Sotheby's Wine Encyclopedia" pg 329-333 Dorling Kindersley 2005 ISBN 0756613248
Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.