Arinto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Arinto
Outros nomes: Pedernã[1](Portugal)
Pedreña (Espanha)
Origem: Portugal Portugal
Cultivo: Portugal
Cor da uva: branca
Melhores vinhos: Consorte

Arinto Originária de Bucelas, concelho de Loures, distrito de Lisboa, (casta também designada por Pedernã na região norte de Portugal) é uma casta de uva branca da família das vitis vinifera cultivada, de maneira geral, em todas as regiões de Portugal, em especial nas encostas de Bucelas que formam um micro-clima com grandes variações diárias de temperatura, na época de maturação das bagas, e que lhes confere um especial sabor.

A casta Arinto tem também uma presença secular em Castelo de Paiva, onde a sua antiguidade e importância lhe conferiram o direito a uma sinonímia própria: Chapeludo[2].

É uma uva de sabor e aroma citrino. A sua cor é verde-amarelada, de bago pequeno/médio e arredondado.

A casta Arinto tem na boa acidez uma das suas principais características, combinada com uma mineralidade única, excelente estrutura e um toque aveludado. O aroma é relativamente discreto, com notas de maçã verde e limão. Esta casta produz vinhos que evoluem muito bem em garrafa, ganhando elegância e complexidade.[3]

A casta poderá ser comparada a um Riesling, Pinot Blanc ou Chenin Blanc seco.[4]

Referências

  1. «VINES.ORG Encyclopedia» (em inglês). Consultado em 23 de maio de 2009. Arquivado do original em 28 de fevereiro de 2009 
  2. MAGALHÃES, Nuno (2015). Tratado de Viticultura. Lisboa: Esfera Poética 
  3. «Arinto / Pedernã». Wines of Portugal. Consultado em 15 de janeiro de 2020 
  4. «Arinto | Pedernã - Wines of Portugal». www.winesofportugal.com (em inglês). Consultado em 7 de setembro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Vinhos é um esboço relacionado ao Projeto Vinhos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.