Tervíngios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tervíngios (em latim: Tervingi) foram um povo godo que habitava as planícies do rio Danúbio, a oeste do rio Dniestre, durante os séculos III e IV. Mantinham relações estreitas com os grutungos, outro povo godo que habitava a região a leste do Dniestre, bem como o Império Romano (e, posteriormente, o Império Bizantino). Arqueologicamente correspondem, juntamente com os grutungos, à cultura de Cherniachov.[1][2]

A primeira menção histórica aos tervíngios nas fontes romanas deu-se em 291.[3] Diferente das demais tribos góticas, não eram governados por um chefe ou rei, e sim por um juiz (em gótico kindins ou em latim: iudex gentis/iudex regnum).[4][5] O título de rei ou chefe tribal (reiks) era concedido aos chefes locais que controlavam as kunja (sing. kuni), as subdivisões de território e povo.[6]

Referências

  1. "No passado, a associação desta [Cherniachov] cultura com os godos foi muito questionada, porém importantes avanços metodológicos o tornaram irresistível." The Cambridge Ancient History, Vol. 13: The Late Empire, p. 488 (1998)
  2. Heather 1991, p. 88-92.
  3. Wolfram 2009, p. 24.
  4. Heather 1996, p. 57-62.
  5. Heather 1999, p. 323.
  6. Wolfram 1990, p. 94.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Heather, P. J.. The Visigoths from the Migration Period to the Seventh Century: An Ethnographic Perspective. [S.l.]: Boydell & Brewer Ltd., 1999. ISBN 978-1-84383-033-7
  • Wolfram, Herwig. History of the Goths. [S.l.]: University of California Press, 1990. ISBN 9780520069831
  • Wolfram, Herwig. Die Goten: Von den Anfängen bis zur Mitte des sechsten Jahrhunderts. Entwurf einer historischen Ethnographie. [S.l.]: C.H.Beck, 2009. ISBN 3406337333