Teste de Gaenslen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O teste de Gaenslen, também conhecido como manobra de Gaenslen, é um exame físico executado por médicos, fisioterapeutas e enfermeiros, usado para detectar ou afastar anormalidades musculoesqueléticas e inflamação primária-crônica das vértebras lombares e articulação sacroilíaca,[1] como uma sacroileíte, instabilidade da sínfise púbica, patologias do quadril. O teste serve também para avaliação tracional do nervo femoral.

Técnica[editar | editar código-fonte]

Com o paciente em decúbito dorsal (deitado de barriga para cima) na beira da maca, a perna não testada é mantida em extensão, enquanto a perna testada é colocada em flexão máxima.

Em seguida, o examinador coloca uma mão na parte anterior da coxa da perna não testada e a outra mão sobre o joelho da perna testada para aplicar uma pressão para flexão máxima (posição alternativa é a região posterior da coxa, proximal ao joelho, para os pacientes que têm patologia no joelho ). O teste é considerado positivo quando essa tração (distensão) reproduz a dor lombar[2].

Notas e referências

  1. ABRAMS, Paul; Magnus Fall. In: CRC Press. . New York: [s.n.].
  2. «Gaenslen Test» 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.