Teste de Fabere

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Teste de Fabere, em inglês “FABER” (flexion, abduction, external rotation) ou teste de Patrick é um teste especial realizado em um exame físico para avaliar as articulação sacroilíaca e do quadril de pacientes que possuem dor lombar.

No teste, é realizado a manobra de Flexão, Abdução e Rotação Externa (FABERE) do membro inferior. O teste permite ao avaliador realizar um estresse articular na região sacroilíaca, visando reproduzir a dor referida pelo paciente.

Técnica[editar | editar código-fonte]

Com o paciente em decúbito dorsal (posição supina), o joelho do lado testado é flexionado noventa graus e o pé é apoiado sobre o joelho da perna oposta. Segurando a pelve firmemente contra a mesa de exame, o joelho testado é empurrado em direção à mesa, realizando, portanto, rotação externa e abdução da coxa na articulação do quadril.

Se houver dor, o teste é considerado positivo. A interpretação depende da localização da dor: caso a dor seja em localização posterior, uma sacroileíte é mais provável; se a dor for anterior no lado testado, provavelmente trata-se de lesão da articulação do quadril.[1]

O teste geralmente é executado em conjunto com o teste de Gaenslen.

A especificidade deste teste é de 100%, e a sensibilidade de 71%[2].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Slipman CW, Sterenfeld EB, Chou LH, Herzog R, Vresilovic E. The predictive value of provocative sacroiliac joint stress maneuvers in the diagnosis of sacroiliac joint syndrome. Arch Phys Med Rehabil. 1998 Mar;79(3):288-92. PMID 9523780
  • Broadhurst N, Bond M. Pain provocation tests for the assessment of sacroiliac joint dysfunction. J Spinal Disorders 1998; 11: 341-345. PMID 9726305
  1. Hochberg, Marc C. (2015). Rheumatology. [S.l.]: Mosby, Elsevier. 580 páginas 
  2. «Pain provocation tests for the assessment of sacroiliac joint dysfunction.»