The Spectator

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) o jornal fundado em 1711 e extinto em 1712, veja Spectator (1711).

The Spectator é uma revista semanal britânica sobre política, cultura e atualidades. Foi publicado pela primeira vez em 6 de julho de 1828.[1] É propriedade dos irmãos David e Frederick Barclay, também donos do jornal The Daily Telegraph. Suas principais áreas são política e cultura. Sua visão editorial é geralmente favorável ao Partido Conservador, embora alguns contribuintes regulares incluam alguns fora desse círculo, como Frank Field, Rod Liddle e Martin Bright.

A revista também contém páginas de artes sobre livros, música, ópera e cinema e críticas de TV. No final de 2008, a Spectator Australia foi lançada. Oferece 12 páginas de "conteúdo único australiano" (incluindo uma página editorial separada), além do conteúdo completo da edição do Reino Unido.

Referências

  1. «About | The Spectator». The Spectator. Consultado em 9 de Julho de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma revista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.