Três Vistas do Japão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

As Três Vistas do Japão (日本三景 Nihon Sankei?) são a lista canônica das três vistas panorâmicas mais celebradas do Japão, atribuída ao acadêmico Hayashi Gahō, em 1643.[1] As três vistas são das ilhas epônima cobertas de pinheiros de Matsushima, na província de Miyagi, o banco de areia coberto de pinheiros de Amanohashidate em Quioto, e o Santuário de Itsukushima na província de Hiroshima. Todas as três são designadas Locais Especiais de Beleza Cênica, enquanto Itsukushima é também um loca histórico especial e patrimônio mundial.

Três Vistas do Japão (Nihon sankei)
1. Matsushima
2. Amanohashidate
3. Miyajima

Coordenadas[editar | editar código-fonte]

Novas Três Vistas do Japão[editar | editar código-fonte]

Em 1915, baseado nas antigas Três Vistas do Japão, Jitsugyo no Nihon Sha (株式会社実業之日本社) organizaram uma eleição nacional para determinar uma lista das Novas Três Vistas do Japão. As Novas Três Vistas do Japão são

Outras Listas[editar | editar código-fonte]

Baseado na lista tradicional das Três Vistas do Japão, um grande número de outras listas de "Três Grandes X" foram criadas. A mais conhecida, talvez, são os Três Grandes Jardins (三名園 Sanmeien?), que são:

Os Três Castelos do Japão são

Os Três Onsens Antigos são

Ou, por outro relato,

O Japão possui cem montanhas famosas. Ele também tem rios famosos e outras listas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Amanohashidate - History». Amanohashidate kankokyokai. Consultado em 14 de maio de 2011. Arquivado do original em 17 de julho de 2011 

Notas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikivoyage
O Wikivoyage possui o guia Japan's_Top_3