Tragédia de Entre-os-Rios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Ponte após o colapso
Ficheiro:Monumento em homenagem da tragédia de Castelo de Paiva.JPG
Monumento em homenagem às vítimas da tragédia de Castelo de Paiva

Ficou conhecido como Tragédia de Castelo de Paiva um acidente, ocorrido a 4 de março de 2001, às 21:15 horas, que consistiu no colapso da Ponte Hintze Ribeiro, inaugurada em 1887, e que fazia a ligação entre Castelo de Paiva e a localidade de Entre-os-Rios.

A Ponte Hintze Ribeiro foi projetada pelo engenheiro António de Araújo Silva e a sua construção iniciou-se em 1884, tendo a empreitada ficado a cargo da empresa belga "Société Anonyme Internationale de Construction et Entreprise de Travaux Publics", de Braine-le-Comte. O nome da ponte ficou a dever-se a Hintze Ribeiro, primeiro-ministro de Portugal nos períodos 18931897, 19001904 e durante 2 meses em 1906.

Do acidente resultou a morte de 59 pessoas, incluindo os passageiros de um autocarro e três carros que tentavam alcançar a outra margem do rio Douro.[1]

O desastre levou a acusações quanto a negligência do Governo Português, levando à demissão do Ministro do Equipamento Social da altura, Jorge Coelho.[2] O Governo decretou dois dias de luto nacional.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  1. Entre-os-Rios: Seis técnicos na barra do tribunal amanhã in Diário Digital, 18 de Abril de 2006 - acesso a 15 de Março de 2008
  2. Guterres aceita demissão de Jorge Coelho in "Diário Digital", 5 de Março de 2001 - acesso a 15 de Março de 2008
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.