Union Station (Chicago)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chicago Union Station
Fachada da Union Station, em Chicago.
Uso atual Estação ferroviária
Administração Chicago Union Station Company (Amtrak)
Linhas California Zephyr
City of New Orleans
Empire Builder
Posição Superfície
Movimento em 2015 3.2 milhões
Informações históricas
Inauguração 1925
Projeto Arquitetônico Daniel Burnham
Localização
Coordenadas 41° 52' 43.1" N 87° 38' 24.9" O
Endereço Chicago,  Illinois
País  Estados Unidos
O átrio central da Union Station de Chicago.

A Union Station é a principal estação ferroviária de passageiros da cidade de Chicago, Illinois, maior cidade do meio-oeste americano e a terceira mais populosa do país.[1] Serve tanto ao transporte suburbano de passageiros, ou seja, ao fluxo pendular, quanto ao transporte interurbano. Atualmente, desta estação não partem trens internacionais.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Imagem histórica do átrio da estação, datada de 1943

A estação atual foi inaugurada em 1925, substituindo um edifício anterior que recebia o mesmo nome, edificado em 1881. Originalmente, servia a cinco companhias ferroviárias privadas, as quais a edificaram conjuntamente e compartilhavam suas instalações:

  • Pennsylvania Company (subsidiária da Pennsylvania Railroad)
  • Chicago, Burlington and Quincy Railroad
  • Michigan Central Railroad
  • Chicago and Alton Railroad
  • Chicago, Milwaukee and St. Paul Railway (The Milwaukee Road)

O projeto da estação atual é do arquiteto Daniel Burnham falecido antes do término da obra. Em consequência disto, o escritório Graham, Anderson, Probst and White completou o projeto iniciado por Burnham. As obras iniciaram-se em 1913 e a estação foi inaugurada 12 anos depois, em 16 de maio de 1925. A construção foi diversas vezes interrompida, devido a greves e à Primeira Guerra Mundial.


Atualmente, as companhias ferroviárias que atuam na estação são a Amtrak e a Metra, ambas estatais, sendo a primeira federal e a segunda estadual.

Serviços[editar | editar código-fonte]

Comboio do serviço Lake Shore Limited chegando à Union Station.

Os serviços que restringem-se à região metropolitana de Chicago, bem como a cidades relacionadas ao fluxo pendular de trabalhadores para a cidade de Chicago são proporcionados pela Metra. Já os serviços interestatuais de longa distância são oferecidos pela Amtrak. Como atualmente não há serviços de passageiros efetivamente transcontinentais nos Estados Unidos, a cidade de Chicago, por meio da Union Station, serve como o grande ponto nodal das linhas de passageiros operadas pela Amtrak. Tal fato é alvo de críticas, já que representaria um afunilamento inconveniente da rede.[2]

Serviços Metra[editar | editar código-fonte]

  • North Central Service para Antioch, Illinois.
  • Milwaukee District/North para Fox lake, illinois.
  • Milwaukee District/West para Elgin e Big Timber Road, Illinois.
  • BNSF Railway para Aurora, Illinois.
  • Heritage Corridor para Jolliet, Illinois.
  • SouthWest Service para manhattan, Illinois. [3]

Serviços Amtrak[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. «GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- Place and (in selected states) County Subdivision» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 21 de setembro de 2011. 
  2. Swanson, Jack (1982, rev. 1996). Rail Ventures: The Comprehensive Guide to Train Travel in North America, 7th Edition (Niwot, Colorado: Travis Ilse Publishers). pp. 63, 64. ISBN 1-882092-18-X. 
  3. «Trajetos das linhas no sítio oficial da Metra» (em inglês). 2012. Consultado em 2012. 
  4. «California Zephyr» (em inglês). 2012. Consultado em 07/08/2012. 
  5. «City of New Orleans» (em inglês). 2012. Consultado em 07/08/2012. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.