Universidade Dōshisha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Universidade Dōshisha
同志社大学
DU
Lema Veritas liberabit vos
(A verdade vos libertará)
Fundação 1875
1920
Tipo de instituição Privada
Localização Quioto, Quioto,  Japão
Presidente Koji Murata
Graduação 26 522
Pós-graduação 2 377
Campus Urbano
Subúrbio
Vice presidente Nobuhiro Tabata, Yasuhiro Kuroki, Tsutao Katayama, Takashi Nishimura
Cores da escola      Branco
     Púrpura
Página oficial www.doshisha.ac.jp

A Universidade Dōshisha[1] (同志社大学, Dōshisha daigaku?), também referida como Dodai (同大, Dōdai?), é uma universidade privada situada em Quioto, Japão. Fundada em 1875, é uma das mais antigas instituições privadas de ensino superior do Japão, com aproximadamente trinta mil alunos matriculados nos quatro campus diferentes em Quioto.[2] Faz parte do programa de financiamento universitário do governo japonês, "Global 30"[3] e também do "Kankandoritsu", um grupo de quatro universidades privadas líderes da Região de Kansai do Japão ocidental.

A universidade foi fundada por Joseph Hardy Neesima como Liceu Doshisha Anglófono de Quioto (同志社英学校, Dōshisha eigakkō?, Doshisha English School in Kyoto), e em 1920 foi-lhe concedido o estatuto de universidade. Atualmente, a universidade abrange catorze faculdades e dezasseis escolas de pós-graduação com inúmeras instituições afiliadas, incluindo o Colégio das Mulheres Dōshisha de Artes Liberais (同志社女子大学, Dōshisha joshi daigaku?).

História[editar | editar código-fonte]

A Universidade Dōshisha foi fundada em 1875 como Liceu Doshisha Anglófono de Quioto (同志社英学校, Dōshisha eigakkō?, Doshisha English School in Kyoto) pelo educador protestante Niijima Jō (também conhecido como Joseph Hardy Neesim), para fazer avançar a educação cristã no Japão.[4] Ainda jovem, Niijima partiu do Japão para os Estados Unidos em 1864, apesar da proibição das viagens ao exterior então, imposta aos cidadãos japoneses. Ele estudou na Phillips Academy e Amherst College, e regressou ao Japão em 1874. No ano seguinte, Niijima estabeleceu o Liceu Doshisha com a assistência do missionário metodista canadiano G. G. Cochran.[5] Niijima serviu como presidente da universidade entre 1875 até 1890. Outros presidentes notáveis da universidade foram Yamamoto Kakuma (1890–1892), Seito Saibara (1899–1902), que tornou-se o primeiro membro cristão da Dieta Nacional do Japão, e também o proeminente engenheiro químico Kotaro Shimomura (1904-1907).

Em 1920, a Universidade Doshisha obteve o estatuto universitário e desenvolveu-se numa universidade de pleno direito na tradição académica anglo-americana. Durante a Segunda Guerra Mundial, seus edifícios ganharam nomes japoneses e seu programa de estudos foi despojado dos seus elementos pró-ocidentais. As condições do pré-guerra foram restauradas após a rendição do Japão. Os primeiros cursos de pós-graduação foram instituídos em 1953.

O Amherst College têm mantido relações estreitas com a Universidade Doshisha,[6] e desde 1972, Doshisha colaborou com um consórcio de faculdades de artes liberais norte-americanas, incluindo Amherst para sediar o Associated Kyoto Program (Programa Associado de Quioto). Doshisha também abrigou o Consórcio de Quioto para Estudos Japoneses (京都アメリカ大学コンソーシアム, Kyōto Amerika Daigaku Consōshiamu?, Kyoto Consortium for Japanese Studies).

Referências

  1. «Comité de organização da VI Conferência do CELAO». Conselho de Estudos Latino-Americanos da Ásia e Oceania. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  2. «全ては一人の青年の「志」から始まった» (em japonês). Universidade Dōshisha. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  3. «大学の国際化のためのネットワーク形成推進事業» (em japonês). Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  4. Yamashiro, José (1986). História da cultura japonesa. [S.l.]: Editora Ibrasa. 234 páginas 
  5. «Canada's third foreign legation set up in Tokyo» (em inglês). Ministério das Relações Exteriores do Japão. Consultado em 2 de novembro de 2015 
  6. «The Doshisha University» (em inglês). Amherst College. Consultado em 2 de novembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata