Vênedos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Vênedos (em latim: Venedi) ou vênedas (em latim: venedae; em grego clássico: ουενέδαι; transl.: ouenédai) foram um povo que habitou a porção europeia da Sarmácia, ao norte dos montes Venédicos (provável cadeia baixa de montanhas que separam a Prússia Oriental da Polônia) e ao longo do mar Venédico, sobre o rio Crono e até a marge leste do rio Vístula. Eram os vizinhos setentrionais dos galindas e gitões. Tácito teve dificuldade em classificá-los como germanos ou sármatas, embora parecessem mais com os primeiros do que com os segundos em alguns de seus costumes, como a construção de casas, o uso de escudos e o hábito de andar à pé, em oposição aos sármatas que viajavam a cavalo ou em carroças. Tinham um estilo de vida precário vasculhando os bosques e montanhas que ficavam entre os peucinos e fínicos. Possivelmente eram os antepassados dos vendos da Idade Média.[1]

Referências

  1. Dyer 1870, p. 1270.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dyer, Thomas H. (1870). «Venedae; Venedi; Venedici Montes». In: Smith, William. Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology Vol. 2. Boston: Little, brown and Company