Valério Máximo (prefeito urbano)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Valério Máximo Basílio)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Valério Máximo (desambiguação).

Valério Máximo (em latim: Valerius Maximus) foi um oficial romano do século IV, ativo durante o reinado do imperador Constâncio II (r. 337–361).

Vida[editar | editar código-fonte]

Valério Máximo era sobrinho de Vulcácio Rufino, Nerácio Cereal e Gala, bem como foi possivelmente filho ou neto de Valério Máximo Basílio. É possível que seja associado a um indivíduo de nome Basílio, o que faria-o filho de outro Valério Máximo. Aparece no final de 361, quando foi nomeado pelo césar Juliano, o Apóstata como prefeito urbano de Roma após seu retorno de uma embaixada a Constâncio em Constantinopla; Amiano Marcelino faz menção a ele em Naísso nesse ano. Ele ainda é citado em ofício no começo de 362 e parece que seu nome pode ser restaurado numa inscrição (vi 31401). Teoriza-se que ele seja o esposo da santa Melânia, a Velha com quem teve três filhos, dois deles falecidos ainda crianças à época de sua morte e um terceiro, chamado Publícola.[1] Publícola casar-se-ia com Ceiônia Albina, filha de Ceiônio Rúfio Albino, com quem teve Melânia, a Jovem. [2]

Linhagem[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Martindale 1971, p. 582; 1142.
  2. Martindale 1971, p. 753.
  3. Settipani, Christian. Continuité gentilice et continuité sénatoriale dans les familles sénatoriales romaines à l'époque impériale (2000).
  4. Mennen, Inge. Power and Status in the Roman Empire, AD 193-284 (2011), pg. 123.
  5. Mennen, Inge. Power and Status in the Roman Empire, AD 193-284 (2011), pg. 125.
  6. Settipani, Christian. Continuité gentilice et continuité sénatoriale dans les familles sénatoriales romaines à l'époque impériale (2000), pgs. 227-228.
  7. a b Mennen, Inge. Power and Status in the Roman Empire, AD 193-284 (2011), pg. 124.
  8. a b c Mennen, Inge. Power and Status in the Roman Empire, AD 193-284 (2011), pg. 127.
  9. a b c Settipani, Christian, Continuité gentilice et continuité sénatoriale dans les familles sénatoriales romaines à l'époque impériale, (2000), pg. 229.
  10. Potter, David S., The Roman Empire at Bay: AD 180-395 (2004), pg. 389
  11. Schlitz, Carl. "St. Melania (the Younger)." The Catholic Encyclopedia. Vol. 10. New York: Robert Appleton Company, 1911. 15 Mar. 2013

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martindale, J. R.; Jones, Arnold Hugh Martin; Morris, John (1971). «Maximus 17». The prosopography of the later Roman Empire - Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press