Verbo irregular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Verbos irregulares são verbos que sofrem alterações em seu radical ou em suas desinências, afastando-se do modelo a que pertencem.

1) No português, para verificar se um verbo sofre alterações, basta conjugá-lo no presente e no pretérito perfeito do indicativo.

Exemplo:

  • fazer - fiz
  • trazer - trouxe
  • poder - pude

2) Não é considerada irregularidade a alteração gráfica do radical de certos verbos para conservação da regularidade fônica.

Exemplo:

  • vencer - venço
  • fingir - finjo

Exemplo de conjugação do verbo "dar" no presente do indicativo:[1]

  • Eu dou
  • Tu dás
  • Ele
  • Nós damos
  • Vós dais. (Aqui há outras conjugações)
  • Eles dão

Percebe-se que há alteração do radical, afastando-se do original "dar" durante a conjugação, sendo considerado verbo irregular.

Também os verbos "dar" e "saber" são verbos irregulares.

Referências

  1. «Conjuga-me - Conjugação do verbo dar». Conjuga-me.net. Consultado em 15 de abril de 2012 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]