Videoaula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde Fevereiro de 2008). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Uma videoaula é uma aula gravada e distribuída em forma de vídeo.

Existem videoaulas das mais diversas áreas, tratando desde reparos em automóveis à culinária, embora o conceito mais popular de videoaula seja aquela em que um instrumentista (um guitarrista, por exemplo), faz demonstrações e passa lições sobre seu instrumento.

A explosão da produção de videoaulas deu-se durante a década de 1980, com a popularização do videocassete, através das fitas VHS. Na década de 1990, os DVDs passaram a substituir as fitas VHS e uma difusão ainda mais abrangente foi propiciada através da internet, embora muitas vezes infringindo direitos autorais, com a distribuição de cópias digitais não autorizadas.

As videoaulas são muito usadas na educação à distancia, com o objetivo de ilustrar, reforçar e complementar o conteúdo do curso. É um importante recurso didático que auxilia na fixação de conteúdos.

O formato pode variar. Pode ser um vídeo de um professor falando na câmera, fotografias e textos sobre o assunto ou alguma mistura destes. A Academia Khan foi bem sucedida no ensino de matemática usando notas escritas usando o doodle pad do Yahoo! com uma narração por Salman Khan (educador). Estes foram então carregados em YouTube onde eles foram populares e influentes. Essas palestras são uma parte fundamental do flip teaching em que o trabalho inicial de comunicar o essencial do tópico é feito pela aula de vídeo.[1][2][3]

Referências

  1. «Flipping the classroom», The Economist, 17 Sep 2011  Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. Diana Mehta (8 Sep 2011), «Video in the class keeps savvy students engaged», The Canadian Press  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. Daniel Pink (12 Sep 2010), «Flip-thinking - the new buzz word sweeping the US», The Daily Telegraph  Verifique data em: |data= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.