Vitorino José Carneiro Monteiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Barão de São Borja, fotografado por Bernardo Grasselli.

Vitorino José Carneiro Monteiro[1], primeiro e único barão de São Borja, (Recife, 1817Porto Alegre, 24 de outubro de 1877) foi um militar e nobre brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho do major João Francisco Carneiro Monteiro e de Isabel Rosa Ramos.[2] Casou-se em 2 de fevereiro de 1842 com Benevenuta Amália Ribeiro, filha do marechal Bento Manuel Ribeiro e de Maria Manso da Conceição.[2]

Ainda estudante, marchou para as guerras de Panelas, Miranda e Jacuípe, na província de Pernambuco, onde foi ferido gravemente e dispensado em 1833. [2]Amanuense da polícia do Recife em 1836, lutou no Rio Grande do Sul durante a Revolução Farroupilha, em 1837, chegando ao posto de major.[3] Fez também a campanha no Estado Oriental do Uruguai em 1854, sendo promovido a comandante da primeira brigada, com o posto de tenente-coronel.[3] Na Guerra do Paraguai foi promovido a brigadeiro.[3]

Participou de muitos combates, entre eles a Batalha de Tuiuti, em 24 de maio de 1866, onde foi ferido e alcançou o posto de marechal-de-campo, por atos de bravura.[3] Foi comandante das armas de Pernambuco em 1870 e do Rio Grande do Sul em 1871. Em 1877 foi promovido a tenente-general.[2]

Fidalgo cavaleiro da Casa Imperial, era dignitário da Imperial Ordem do Cruzeiro e da Rosa, comendador da Imperial Ordem de São Bento de Avis, e recebeu as medalhas do mérito e bravura militar.[2]

Era avô da líder feminista Nuta James.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Vitorino José Carneiro Monteiro
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.