Walter Koch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Walter Koch
Nascimento 10 de setembro de 1910
Bonn, Império Alemão
Morte 23 de outubro de 1943 (33 anos)
Berlim, Alemanha Nazista
Nacionalidade Alemão
Serviço militar
Lealdade Alemanha Nazi Alemanha Nazista
Serviço Luftwaffe
Tempo de serviço 1929–1935 (Polícia)
1935–1943 (Luftwaffe)
Patente Oberstleutnant
Comando Sturmabteilung Koch
Batalhas/Guerras Segunda Guerra Mundial
Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro

Walter Koch (10 de Setembro de 1910 – 23 de Outubro de 1943) foi um militar altamente condecorado, comandante das Fallschirmjäger durante a Segunda Guerra Mundial, que faleceu em circunstâncias incertas após ter criticado Adolf Hitler.[1] Koch, que era condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro pelas suas acções durante a Batalha da Fortaleza de Eben-Emael em Maio de 1940, criticou publicamente uma ordem de Hitler denominada Kommandobefehl, na qual os comandos ou tropas especiais inimigas deveriam ser fuziladas se capturadas. Pouco tempo após este acontecimento, faleceu em Berlim devido a alegados feridos de um acidente com uma motocicleta.[1]

Referências

  1. a b Quarrie, Bruce (1983). German Airborne Troops 1939–45. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 18. ISBN 978-0-85045-480-2