Warner Music Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Warner Music Portugal
Empresa detentora Warner Music Group
Fundação Década de 1980
Gênero(s) Vários
País de origem Portugal
Localização Lisboa
Página oficial fb.com/warnermusicportugal

A Warner Music Portugal é a editora discográfica sucessora da EMI-Valentim de Carvalho em Portugal. Ficou com o catálogo da EMI Music a partir de 2013. A WEA instalou-se em Portugal no final da década de 1980 mas em 2004 abandona o pais e faz um acordo de distribuição com a Farol Música.[1]

A EMI foi licenciada da Valentim de Carvalho. Nos anos 1980, a EMI decide instalar-se em Portugal, e criam em conjunto a editora EMI-Valentim de Carvalho Música, Lda. (ou VECEMI), que conjugaria a edição dos discos da EMI com a gravação de artistas portugueses numa só empresa.

Em 1994, a Valentim vende a sua participação na EMI-VC à EMI e mantém-se a designação EMI-Valentim de Carvalho. Em 2006 a empresa passou a chamar-se EMI Music Portugal, lda.

Com a aquisição da EMI pela Universal Music, o catálogo passou provisoriamente para a Parlaphone Music Portugal e uma das regras impostas pela Comissão Europeia foi que a Parlaphone teria de ser vendida a um outro grupo discográfico. E foi adquirida pela Warner Music.[2]

A principal concorrente da EMI Music (desde a sua origem ainda como Valentim de Carvalho) foi a PolyGram Portuguesa (actualmente Universal Music Portugal).

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.