Wasaburo Oishi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Wasaburo Oishi (大石 和三郎, Ōishi Wasaburō?, nasceu em Tosu, Saga em 15 de março de 1874 - 1950) foi um meteorologista japonês. É conhecido por ter descoberto o fenómeno atmosférico das correntes de ar a grande altitude conhecido por correntes de jato, em 1920. Foi também um importante esperantista foi fundador da observação do tempo no Japão. Nomeado diretor do observatório meteorológico de Tateno e do Instituto Japonês de Esperanto, entre 1930 e 1945.[1]

Correntes de jato[editar | editar código-fonte]

Wasaburo escreveu o primeiro relatório oficial do Japan's Aerological Observatory (escrito em 1926 e na língua auxiliar de Esperanto). Nesse relatório, os dados foram temporariamente estratificados e usados para produzir os perfis médios dos ventos sazonais. O perfil para o inverno teve a sua primeira evidência conhecida dos fortes ventos do oeste sobre o Japão, que mais tarde seriam denominados por Jatos. Dezanove relatórios foram publicados entre 1926 e 1944, todos eles escritos em Esperanto na tentativa de chegar a um público estrangeiro, porém sem resposta.[1]

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Os estudos de Wasaburo sobre as correntes de jato habilitaram o Japão para o ataque à América do Norte durante a Segunda Grande Guerra, onde empregaram 9 000 balões incendiários que se deslocavam pela estratosfera e, de seguida, atirados num mecanismo de temporizador sobre as florestas dos Estados Unidos.[2] Muitas poucas bombas nesta campanha de bombardeio, chamada Projeto Fu-Go, atingiram eficazmente os seus alvos. Os calculos de vento do Oishi estavam, no entanto, errados, e ao invés de tomar 65 horas para o bombardeio do Japão para os EUA, demoraram em média 95 horas. Assim, a maioria dos balões de fogo caíram inofensivamente sobre o Oceano Pacífico, e não no continente americano.[3]

Referências

  1. a b Lewis, John M. (2003), "Oishi's Observation: Viewed in the Context of Jet Stream Discovery.", Bulletin of the American Meteorological Society 84: 357–369 
  2. Mathias Joost. «Western Air Command and the Japanese Balloon Campaign». Consultado em 22 August 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. Pearce, Fred. 2013. "Jet Extreme." New Scientist. Volume 220, issue 2940. October 26, 2013. Page 40.