WebM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

WebM é um formato de vídeo, aberto e livre de royalties, desenvolvido para fornecer vídeo de alta qualidade, em desenvolvimento pela Google. Um arquivo WebM consiste em um fluxo de vídeo VP8, que foi desenvolvido pela On2 Technologies, e um fluxo de áudio Ogg Vorbis num arquivo recipiente Matroska[1] [2] .

No WebM é definida a estrutura de um arquivo, funcionando como contentor, ou container, onde estão contidos streams de formatos de vídeo e áudio. Os vídeos são streams no formato do codec VP8 e o áudio no formato do codec Vorbis[3] . A estrutura do WebM é baseada no padrão de containers para formatos de multimídia Matroska.

O codec VP8, utilizado no projeto, foi desenvolvido pela empresa On2, adquirida em 19 de Março de 2010 pela Google, o formato é apoiado pelas fabricantes de browsers Mozilla e Opera.[4] [5]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rafael Rigues (19 de maio de 2010). «Google lança formato de vídeo aberto para web». IDG Now!. Consultado em 23 de julho de 2010.  Ligação externa em |publicado= (Ajuda)
  2. «Xiph.Org announces support for the WebM open media project». Consultado em 23 de julho de 2010. 
  3. shaver (19/03/2010). «Open Web, Open Video and WebM». 19/03/2010. Consultado em 18/08/2010. 
  4. Christina Warren (19/05/2010). «Google Introduces the WebM Video Format». 19/05/2010. Consultado em 18/08/2010. 
  5. «Google Closes On2 Technologies Acquisition». 19/02/2010. 19/02/2010. Consultado em 18/05/2010. 


Ícone de esboço Este artigo sobre Internet é um esboço relacionado ao Projeto Internet. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.