Wilhelm Hallwachs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Wilhelm Ludwig Franz Hallwachs (Darmstadt, 9 de julho de 1859Dresden, 20 de junho de 1922) foi um físico alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou Física nas Universidades de Berlim e Estrasburgo, onde se laureou sob a orientação de A. A. Kundt. Foi assistente de Kohlrausch na Universidade de Würzburg de 1884 a 1886. Logo depois, foi a Leipzig, de 1886 a 1888, para trabalhar com G. H. Wiedemann, tendo se casado com a filha dele. Foi professor de engenharia elétrica da Universidade de Dresden no ano de 1893, passando posteriormente para a Física em 1900. Apresentou em toda a sua carreira grande interesse pelas aplicações da Física na Engenharia.

Hallwachs foi um grande construtor de instrumentos científicos. Entre os numerosos aparelhos que ele inventou, estão o eletrômetro de quadrante e um duplo refratômetro de grande precisão. Foi assistente de Heinrich Hertz. Em 1888 formulou a hipótese de que uma placa condutora sobre a qual incide luz ultravioleta carrega-se positivamente em virtude dos elétrons serem arrancados. Isso acontecia com mais intensidade no selênio. O fenômeno foi verificado nesse mesmo ano por A. Righi. O fenômeno é chamado hoje de Efeito Hallwachs. A explicação teória desse efeito, que constitui a base das células fotoelétricas, foi realizada em 1905 por Albert Einstein, utilizando a teoria quântica de Max Planck.[1]

Referências

  1. MARTINS, Jader Benuzzi. A história da eletricidade. Rio de Janeiro: Editora Ciência Moderna, 2007, p. 205.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.