Yêda Schmaltz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde abril de 2013).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Yêda Schmaltz
Nascimento
Tigipió
Morte 10 de maio de 2003
Goiânia
Prémios Prémio da Associação Paulista dos Críticos de Arte (1985)

Yêda Schmaltz (Tigipió, 8 de Novembro de 1941 - Goiânia, 10 de Maio de 2003) foi uma poetisa brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Tigipió (PE) a 8 de Novembro de 1941. Recém-nascida foi levada para Goiás, passando a residir em Ipameri (GO), terra do seu pai. Faleceu a 10.05.2003, em Goiânia.

É neta do poeta Demóstenes Cristino um dos iniciadores do modernismo em Goiás.

Bacharel em Letras Vernáculas e em Direito. Professora da Universidade Federal de Goiás, Instituto de Artes.

Prêmios e distinções[editar | editar código-fonte]

Yeda Schmaltz recebeu inúmeros prêmios e distinções, cabendo destacar:

Yêda, com Cora Coralina, a voz feminina da poesia de Goiás ganhou altura insuspeitável. Destacou-se igualmente como artista plástica. Participou da fundação do GEN (Grupo de Escritores Novos).

Obra publicada[editar | editar código-fonte]

  • Caminhos de mim (poesia), Goiânia, Escola Técnica Federal de Goiás, 1964;
  • Tempo de Semear (poesia), Goiânia, Cerne, 1969;
  • Secreta ária (poesia), Goiânia, Cultura Goiana, 1973;
  • Poesias e contos bacharéis II (antologia, c/ Teles, J. Mendonça e Jorge, Miguel) Goiânia, Oriente, 1976;
  • O peixenauta (poesia), 1ª edição, Goiânia, Oriente, 1975; 2ª edição, Goiânia,
  • Anima, 1983;
  • A alquimia dos nós (poesia), Goiânia, Secretaria da Educação e Cultura, 1979;
  • Miserere (contos), Rio de Janeiro, Antares,1980;
  • Os procedimentos da arte (ensaio), Goiânia, UFG, 1983;
  • Anima mea (seleção de poemas), Goiânia, Anima, 1984;
  • Baco e Anas brasileiras (poesia), Rio de Janeiro, Achiamé, 1985;
  • Atalanta (contos), Rio de Janeiro, José Olympio, 1987;
  • A ti Áthis (poesia), Goiânia, Sec. Cultura e Prefeitura, 1988;
  • A forma do coração (poesia), Goiânia, Cerne, 1990;
  • Poesia(antologia poética), Oficina Literária da Funpel,(xerox), Goiânia,1993;
  • Prometeu americano (poesia), Goiânia, Kelps, l966;
  • Ecos (poesia), Goiânia, Kelps, l966;
  • Rayon (poesia), Goiânia, Cerne / Funpel, 1997;
  • Vrum (poesia), Goiânia, Edição da autora, 1999;
  • Chuva de ouro (poesia), Goiânia, Cegraf/UFG, 2000;
  • Urucum e alfenins – Poemas de Goyaz, Goiânia, Cegraf/UFG,2002

Referências