Íon ônio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O termo íon ônio compreende as seguintes definições:[1] [2]

  1. Um cátion (com seu contraíon) derivado por adição de um próton a um hidreto mononuclear relacionado do nitrogênio, por exemplo, o íon amônio H4N+, e relacionados ao grupo 17 (família dos halogênios).
  2. Derivados formados por substituição dos íons acima por grupos univalentes, notadamente do grupo 15 (família do nitrogênio) e grupo 16 (família do oxigênio) como por exemplo dimetilsulfônio (CH3)2S+, tetrametilamônio (CH3CH2)4N+.
  3. Derivados formados por substituição dos íons acima por grupos acima tendo duas ou três valências livres sobre o mesmo átomo. Tais derivados são, sempre que possível, designados por um nome específico de classe. Por exemplo íon imínio R2C=NH2+ e nitrílio RC≡NH+.[2]

Compostos de ônions simples[editar | editar código-fonte]

Na definição (1.), também se incluem:[2]

  • H3O+ oxônio
  • H2F+ fluorônio
  • H4P+ forfônio
  • H3S+ sulfônio
  • H2Cl+ clorônio
  • H4As+ arsônio
  • H3Se+ selenônio
  • H2Br+ 'bromônio
  • H4Sb+ 'estibônio
  • H3Te+ telurônio
  • H2I+ iodônio
  • H4Bi+ bismutônio

Os seguintes íons usam um esquema de nomenclatura similar, mas não são estritamente enquadrados na definição acima.

  • São híbridos protonados de elementos da família do carbono (grupo 14):
  • São híbridos protonados de elementos da família do boro (grupo 13):
  • É hidrogênio diatômico protonado:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.