4711

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
4711-Logotipo e número de porta na Glockengasse 4, Colónia
4711

4711 é uma marca de água de Colónia da empresa alemã Mäurer & Wirtz GmbH & Co. kg e um dos artigos alemães mais conhecidos.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1803, Wilhelm Mülhens compra uma licença e os direitos duma empresa a um pseudônimo Farina em Bona. Depois disto W. Mülhens vendeu a licença a mais de vinte pessoas, apesar de não ter os direitos. Em 1835, a transação foi invalidada e todas as companhias liquidadas. Mais tarde o filho de W. Mülhens procurou um novo portador do nome procedente de Itália. Finalmente, em 1881, o sobrinho Ferdinand Mülhens foi sentenciado a não usar o nome Farina na companhia. Ele decantou então pelo antigo número da sua casa, 4711, como denominação da sua empresa e marca.

Até 1990 denominou-se Eau de Cologne & Perfumerie Fabrik Glockengasse No. 4711 gegenüber der Pferdepost von Ferd. Mülhens in Köln am Rhein.

Em 1990 passou-se chamar Mülhens S.A. & Co. kg. . Em 1994 a Família Mülhens vendeu a sua empresa a Wella AG Darmstadt. Desde 1997, Wella AG operou com suas atividades de cosmética sob o nome Cosmopolitan Cosmetics S.A., que também pertence a Mülhens S.A. & Co. kg.

Em 2003 Wella AG foi absorvida pela companhia americana produtora de artigos de limpeza e cosmética Procter & Gamble.

Depois de 1 de julho de 2005 a loja de perfumes Cosmopolitan Cosmetics Prestige, Muelhens und Procter & Gamble Prestige Beauté passou estar sob o controlo de Procter & Gamble Prestige Products GmbH.

No verão de 2006 P&G deu a conhecer sua intenção de desvincular-se da marca 4711 e de outras três marcas de Mühlens (Tosca, Sir Irisch Moos e Extase), devido a que não encaixavam na estratégia do consórcio e passar então a se concentrar em marcas com um crescimento potencial global.

Depois de vários meses, as marcas e o edifício Glockengasse número 4 foram vendidos à perfumaria Mäurer & Wirtz de Aachen, pertencente ao grupo Dalli. Em 23 de Maio de 2007 foi produzido ali o primeiro frasco de 4711.

Numeração de 1794 em Colónia[editar | editar código-fonte]

3. Livro de direções de Colónia,1797. Página 179
Glockengasse Nr. 24-28 no ano de 1864
Desde 1963: nova sede na rua Glockengasse 4

Perante o levantamento das tropas francesas, a prefeitura de Colónia aprovou em 3 de Outubro de 1794 a proposta da Comissão de Guarda: Antes de que o Plano de Ordenação da Guarda de Segurança pudera ser terminado na sua totalidade, (…) todas as casas da cidade sem exceção - ainda que se encontrassem em lugar remoto- tiveram de ser numeradas e iluminadas. A iluminação dispôs-se de imediato, e a numeração remeteu-se ao despacho.[1]

Em 6 de Outubro de 1794 os franceses ocupam a cidade. Em 7 de Outubro o Conselho dos quarenta e quatro decide que cada cidadão cabeça de família debe enviar uma lista à Administração do distrito, tem de prazo para isto entre 2 e 24 horas, se denominando cidadão ou não e (…) a numeração das suas casas remetia-se à „louvável Comissão de Guarda", a qual encarregava-se de sua execução[2] .

Em 20 de Outubro de 1794, aponta o conselheiro familiar Gottfried de Gall no seu diário, seguia-se com a numeração oito dias depois de começarem. Todas as casas foram numeradas.

O impressor Heinrich Josef Metternich (sócio do Conselho) solicita a permissão para a publicação duma agenda de direções que contenha os números das casas e outros dados necessários. Com esto acentuou a organização do dispositivo policial … Todas as casas da cidade foram numeradas atrás da Ordenança Municipal.[3]

A viúva de Wilhelm de Lemmen figura no segundo livro de direções de Colónia de 1797 como habitante da casa situada na rua Glockengasse, a qual obteve o número 4711.[4]

Tão só no terceiro livro de direções de 1797 menciona a Wilhelm Mülhens como habitante e é reconhecido com o nome "profissional de Loja de Especulações"; por outro lado, não é citado sob a denominação de fabricante de Água de Colónia no catálogo deste ramo.[5]

No ano 1811 a numeração das casas foi novamente suprimida, e o modo de numeração das ruas foi adaptado ao que já é habitual hoje em dia. A casa Glockengasse Nr. 4711 recebeu assim o número 12. Fonte: Quelle: RWWA Abt.33, Itinéraire de Cologne, 1813, S. 12.

No prólogo de direções em francês de 1813, afirma o Editor Thiriart que antes da chegada dos franceses a Colónia não havia numeração nas casas (inconnu à Cologne avant l’arivée des armées francaises au bord du Rhin), e que esta fora disposta em 1795. Começa aqui a lenda.[6]

Em 1854 Peter Joseph Mülhens abandona a casa em Glockengasse número 12 e traslada-se à recém construída casa comercial, com fachada neogótica, em Glockengasse 26-28. A casa número 12, a qual recebera o número 4711 no ano 1794, ficou a princípio vazia e foi depois, atrás da sua venda, demolida..[7]

A imagem do oficial francês a cavalo, que escreve o número 4711 no alto da fachada da casa sita na rua Glockengasse, é um produto da publicidade. Para isto tomaram como modelo um Gobelin, o qual foi encarregado nos anos 1920. Isto deu seus frutos anos mais tarde, já que alcançou grande popularidade nos anos 1950 e 1960.[8]

Referências

  1. HAStK, Bestand 10 (Ratsprotokolle) Nr. 241, Bl. 216v
  2. HAStK, Bestand 10 (Ratsprotokolle) Nr. 241, Bl. 255v
  3. HAStK, Bestand 350 (Franz. Verw.) Nr. 306, Bl. 3-6
  4. RWWA Abt. 33, 2. Adreßbuch: Gemeinnütziger … Adresse-Kalender der Stadt Köllen, Köln, 1797, S. 103
  5. RWWA Abt. 33, 3. Adreßbuch: Verzeichnus der stadt-Kölnischen Einwohner, Köln 1797, S. 179
  6. RWWA Abt. 33, Itinéraire de Cologne, 1813, S. 12
  7. RWWA Abt.33 Kölner Adressbücher
  8. RWWA Abt. 33, 160 Jahre N° 4711, Köln 1952

Fontes[editar | editar código-fonte]

  1. Historisches Archiv der Stadt Köln (HAStK). (Arquivo histórico da cidade de Colónia, HAStK).
  2. Köln u. Stiftung Rheinisch-Westfäliches Wirtschaftsarchiv (RWWA), Köln. (Fundação e Arquivo econômico de e Renânia do Norte-Vestfália.)
  3. Ata notarial original 1804 u. Mülhens Briefe 09.05.1802, 22.06.1819, 27.06.1819, 31.10.1824, 20.01.1826, 03.02.1826, 11.01.1827. (Cartas de Mühlens).
  4. HAStK, Bestand 10 (Ratsprotokolle) Nr. 241, Bl. 216v. (HAStK. Expediente do conselho).
  5. HAStK, Bestand 10 (Ratsprotokolle) Nr. 241, Bl. 255v.(HAStK. Expediente do conselho).
  6. HAStK, Bestand 350 (Franz. Verw.) Nr. 306, Bl. 3-6. (HAStK. Expediente do conselho).
  7. RWWA Abt. 33, 2. Adreßbuch: Gemeinnütziger … Adresse-Kalender der Stadt Köllen, Köln, 1797, S. 103. (Livro de direções. Direção-Calendário da cidade de Colónia).
  8. RWWA Abt. 33, 3. Adreßbuch: Verzeichnus der stadt-Kölnischen Einwohner, Köln 1797, S. 179.(Livro de direções: Lista dos habitantes da cidade de Colónia).
  9. RWWA Abt.33, Itinéraire de Cologne, 1813, S. 12.
  10. RWWA Abt.33 Kölner Adressbücher. (Libro de direções de Colónia).
  11. RWWA Abt. 33, 160 Jahre N° 4711, Köln 1952.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons