Académico Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
AFC
Academico FC.svg
Nome Académico Futebol Clube
Mascote Mi e Ni
Fundação 15 de setembro de 1911 (103 anos)
Estádio Pavilhão do Lima
Website http://www.academicofc.pt
editar
Palacete do Lima

O Académico Futebol Clube CvCMHIH é um clube desportivo localizado na cidade do Porto em Portugal, que foi fundado em 15 de Setembro de 1911. Situa-se na freguesia de Bonfim[1] , no limite com a freguesia de Paranhos, na Rua Costa Cabral. A origem do clube que hoje se denomina Académico Futebol Clube (A.F.C.) remonta ao início do século XX, quando um Grupo de Estudantes, essencialmente provenientes do Liceu Alexandre Herculano.

História[editar | editar código-fonte]

Secundino Branco Júnior foi o primeiro Presidente desta instituição, cujas instalações destinadas à prática desportiva, eram inicialmente móveis. Em 1923 a capacidade e o espírito empreendedor dos seus orientadores e da sua massa associativa, levaram então ao início da construção do Estádio do Lima. O campo de Futebol - que viria a ser, em 1937, o primeiro relvado a nível nacional - era rodeado por duas pistas: a de Atletismo, em cinza e a de Ciclismo em cimento. Em 1927 ampliaram-se as instalações nos terrenos junto ao estádio e à sede social: campos de Ténis, jardins de recreio, parque de Campismo e Ginásio, completavam assim a grandiosa obra. O seu primeiro sócio foi José Carlos Gouveia, nascido em 1916 e sócio desde 1930. Ainda hoje, é convidado de honra das cerimónias deste clube. O Académico é dos poucos clubes que pode gozar de ter o primeiro sócio ainda vivo e activo nas suas cerimónias.

Por esta altura, o Académico mantinha em actividade centenas de praticantes das mais diversas modalidades, designadamente Futebol, Atletismo, Ciclismo, Râguebi, Ténis, Basquetebol, Hóquei em Campo, Ténis de Mesa, Bilhar e Ginástica, algumas destas pioneiras no norte do País.

Um momento bastante marcante para o Clube deu-se a 5 de Outubro de 1930, aquando da distinção com o grau de Cavaleiro da Ordem Militar de Cristo,[2] passando esta condecoração a fazer parte do seu emblema. A 15 de Novembro de 1986 foi de novo distinguido como Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique.[2]

Desde que em 1917, a equipa de Futebol masculino foi campeã de segundas categorias, conseguindo o primeiro troféu para este Clube, até aos nossos dias, muitos títulos e personalidades marcaram a história do Académico. Não caberá neste brevíssimo resumo histórico uma referência dilatada a quantos os que fizeram do clube um baluarte do desporto nortenho. Contudo, alguns nomes se devem realçar, essencialmente pela sua particularidade: Manuel Fonseca e Castro, foi o primeiro internacional de futebol de um clube da cidade do Porto; José Prata de Lima, foi o primeiro atleta Olímpico da cidade invicta tendo participado nos Jogos Olímpicos de 1928 na modalidade de Atletismo; e Ribeiro da Silva foi vencedor de duas voltas a Portugal em bicicleta nos anos de 1955 e 1957.

Ao fim de 53 anos de vida exemplar e digna, o Académico veio a perder o seu parque de jogos construído no estádio do Lima, não tendo porém perdido o seu idealismo, mantendo acesa a chama que sempre o orientou em toda a sua existência. Operou-se assim a "viragem imposta" na orientação da sua actividade em favor da juventude. Nos terrenos que restaram, ergueu nova obra, construindo dois pavilhões e dois ginásios. Actualmente um dos ginásios deixou de existir e passou a existir uma sala multifacetada, na qual já se praticou Ténis de Mesa e recentemente é privilegiada a competição de Bilhar.

Fazem também parte das instalações do clube, um bar/restaurante e uma sala de fisioterapia.

Actualmente existem as modalidades de Aikido, Andebol, Basquetebol, Hóquei em Patins, Montanhismo e Campismo, Karaté, Bilhar, Ginástica, Kung-Fu, Taekwondo, Capoeira, Tiro com Arco e Musculação, encontrando-se a saúde em primeiro lugar, no rol das prioridades do Clube.

Dos atletas, dirigentes e sócios que já passaram e contribuíram para a história do Clube, alguns ainda se mantêm pelo Académico F. C., ajudando a construir o que é hoje, uma instituição de utilidade pública de grandes dimensões e com um papel desportivo e social na cidade do Porto, que mais nenhum Clube amador possui. É neste contexto de um clube eclético e que pretende estar ao serviço de uma população abrangente, que surge a denominada MICA - Escola de Desporto do A. F. C.[3] .

Fontes[editar | editar código-fonte]

A parte histórica deste texto, foi adaptado do livro "Académico Futebol Clube, 75 anos, 1911 – 1986"

Referências

  1. Roteiro «Editora»: Costa Cabral (Rua de) — Freg. do Bonfim do lado par do 2 ao 392. Porto: Porto Editora, 1990. vol. ISBN 972-0-06220-7.
  2. a b Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas Presidência da República Portuguesa. Visitado em 2014-04-21. "Resultado da busca de "Académico Futebol Clube"."
  3. Resumo Histórico Académico Futebol Clube (10 de outubro 2009). Visitado em 22 de julho de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]