Acta Sanctorum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Acta Sanctorum (Atos dos Santos) formam uma coleção considerável de volumes dedicados aos santos da Igreja Católica, separando fatos de lendas. Essas edições críticas, publicadas no fim do calendário litúrgico católico, foram lançadas em Antuérpia sob a direção do jesuíta Jean Bolland: os dois volumes de janeiro foram publicados em 1643 e os três volumes de fevereiro em 1658. Bolland se cercou de colaboradores que formaram a Sociedade dos Bolandistas para continuar o seu trabalho após a sua morte em 1665. Os três volumes de março foram publicados em 1668, e em 1709, o bolandistas estavam no quinto volume do mês de junho.

A publicação do processo continuou depois da Revolução Francesa e até 1925. No início do século XX, sob a liderança do padre Hippolyte Delehaye, surgiu uma concepção mais científica da hagiografia e o exame crítico dos textos se tornou cada vez mais rigoroso: estudo das tradições manuscritas, das fontes e das reescrituras.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Delehaye Hippolyte,O trabalho dos bolandistas através de três séculos (1615-1915), Bruxelas, Sociedade de Bolandistas, 1959.
  • Robert Godding, Bernard Joassart Xavier Lequeux, François De Vriendt,De Rosweyde Acta Sanctorum. A pesquisa hagiográfica dos bolandistas através de quatro séculos, Bruxelas, Sociedade dos Bolandistas, 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]