Alamo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde março de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Alamo

O Alamo (nome oficial em espanhol: Misión de San Antonio de Valero) é o nome de uma antiga expedição missionária e de um forte, atualmente um museu, em San Antonio, Texas, Estados Unidos. Este forte consistia em uma igreja cercada por outras estruturas, construídas pelos espanhóis no século XVIII para a assimilação religiosa e cultural de nativos indígenas da região (conversão dos índios ao cristianismo), e o fornecimento de educação a estes indígenas após a conversão. Os espanhóis abandonaram o forte após a independência do México da Espanha.

Em 6 de março de 1836, 1500 soldados mexicanos capturaram o forte, após um cerco de 2 semanas, e mataram todos os soldados, exceto dois homens e algumas mulheres e crianças. O cerco e a vitória mexicana no Alamo deram tempo para os texanos em criar um governo e uma constituição. As forças texanas ficaram inspiradas pela formação do governo e passaram a querer vingar os companheiros mortos em Alamo (expressado pelo grito de guerra Remember The Alamo! - "Lembre o Alamo"). Em 21 de abril do mesmo ano, uma força texana de 800 soldados derrotou uma força duas vezes maior de mexicanos, capturando o General das forças mexicanas e o então Ditador do México, Antonio López de Santa Anna e garantindo assim a independência do Texas, que foi futuramente anexado pelos Estados Unidos em 1845.


Revolução do Texas
GonzalesGoliadConcepción - LipantitlánPastoBéxarSan PatricioAgua DulceÁlamoRefugioColetoSan Jacinto
[editar]


Ícone de esboço Este artigo sobre História dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.