Astronomia tibetana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Tantra de Kalachakra é a base da astronomia tibetana. Ele explica alguns fenômenos de uma maneira semelhante à ciência astronômica moderna. Portanto, o eclipse solar é descrito como a Lua passando entre o Sol e Terra.[1]

Em 1318, o terceiro Karmapa recebeu a visão de Kalachakra na qual ele costumava introduzir um sistema revisado de astronomia e astrologia chamado a "Tradição Tsurphu de Astrologia" (tibetan: Tsur-tsi) que ainda é usada na escola Karma Kagyu para o cálculo do calendário tibetano.[2] [3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. An Introduction To Tibetan Astro. Science [ligação inativa]
  2. O Terceiro Gyalwa Karmapa, Rangjung Dorje, site do Instituto Karma Lekshey Ling [ligação inativa]
  3. Staff. Kagyu Lineage: The Third Karmapa Rangjung Dorje (1284 - 1339) Kagyu Office of His Holiness the 17th Gyalwang Karmapa. Visitado em 04-02-2010.

Leitura aprofundada[editar | editar código-fonte]

  • Alexander Berzin Tibetan Astrology and Astronomy. in Maitreya Magazine (Emst, Holland), vol. 11, no. 4 (1989).
  • Berzin, A Tibetan Astro Studies. in Chö-Yang, Year of Tibet Edition (Dharamsala, India), (1991).

Predefinição:Caixa de navegação de astronomia

Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Predefinição:Esboço-Tibete