Bagacina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Bagacina no vulcão Kilauea.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Bagacinas de diferentes cores, ilha do Faial, Açores.

Bagacina ou lapilli é a designação dada aos piroclastos com dimensão máxima entre os 2 e os 64 mm (isto é incluídos na classe dos lapilli) cuja estrutura lhes confere muito baixa densidade (d ⇐ 2).

Petrologicamente as bagacinas são em geral constituídas por fragmentos basálticos ou pedra pomes, também denominadas púmice, que se apresenta como uma rocha vulcânica de muito baixa densidade, formada por gases misturados com lava basálticas.

Esta mistura forma um colóide que por arrefecimento solidifica sob a forma de uma rocha esponjosa. Este tipo de material geralmente é o menos denso de todos os piroclastos, sendo comum ter densidade inferior à da água, o que a transforma numa rocha com tendência para flutuar.

Nos Açores, onde estes materiais são extremamente comuns, são em geral designados por bagacina.

Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.