Lava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Escoada lávica activa Aa avançando sobre lava Pāhoehoe (Kīlauea, Havai).
Jacto de lava Pāhoehoe com 10 m de altura (Hawaii).
Escoada lávica pahoehoe avançando por uma estrada em Kalapana, Hawaii.
Escoada de lava entrando no mar (ilha da Reunião, 2004).
Lava encordoada na Paisagem Protegida de Interesse Regional da Cultura da Vinha da ilha do Pico, Lajido de Santa Luzia.
Lava encordoada na Paisagem Protegida de Interesse Regional da Cultura da Vinha da ilha do Pico, Mistérios de Santa Luzia, ilha do Pico, Açores.

Lava (do italiano lava, derivado do latim labes: queda, declive ou penetrante) é a designação dada ao material geológico em fusão, com temperatura em geral entre os 600 °C e os 1 250 °C, que um vulcão expele durante uma erupção. Embora em função da sua composição e temperatura as lavas possam ter uma viscosidade superior a 100 000 vezes a da água, algumas delas, particularmente as máficas, podem ser bastante fluidas, o que em conjunto com as suas propriedades de tixotropia e de pseudoplasticidade[1] [2] permite que as escoadas lávicas criadas pelas erupções efusivas (não explosivas) permaneçam activas[3] durante períodos longos e cheguem a percorrer mais de uma dezena de quilómetros antes de solidificar. A lava deriva directamente do magma, o material em fusão que se encontra sob a superfície da Terra, cuja composição reflecte, pelo que ao solidificar, depois de desgaseificar e arrefecer, forma escoadas lávicas constituídas pelas correspondentes rochas ígneas extrusivas.

O termo lava foi pela primeira vez utilizado referindo-se à extrusão de magma pelo médico e naturalista napolitano Francesco Serao (1702–1783) numa nota[4] sobre a erupção do Vesúvio que ocorreu entre 14 de Maio e 4 de Junho de 1737.

Tipos de lavas[editar | editar código-fonte]

As lavas podem-se distinguir em:

  • Lava fluida’’’ ou ‘’’lava básica – tem uma temperatura muito elevada, pobre em sílica e em gases. São lavas que se movem muito rapidamente e são características de erupções vulcânicas do tipo efusivo.
  • Lava intermédia ou mista – é um tipo de lava com características intermédias entre as lavas ácidas e básicas.
  • Lava Viscosa ou Ácida – lava de baixas temperaturas, rica em sílica e em gases. É uma lava que se move com muita dificuldade e característica de erupções vulcânicas do tipo explosivo.

Tipos de Escoadas lávicas[editar | editar código-fonte]

As três principais formas que os fluxos de lava podem tomar são: aa ou escoriácea, pãhoehoe ou encordoada, e pillow lava ou lavas em almofada.

'A'a'[editar | editar código-fonte]

'Aa (do Havaiano a'â, que significa "pedregosa" ou também "queimar" ) ou escoriácea é um dos três tipos básicos de escoadas lávicas. As lavas Aa são caracterizadas pela sua superfície irregular, resultante da perda rápida de gases. É composta por blocos de lava fragmentados designados de clinker.

A superfície de uma escoada lávica Aa é solta, fragmentada e rugosa e serrilhada o que torna difícil caminhar sobre ela. A superfície de clinker cobre um núcleo maciço da escoada que foi a zona mais activa desta durante o movimento da escoada. À medida que a lava viscosa do núcleo movimenta-se pela encosta o clinker é arrastado à superfície da escoada. Na frente das escoadas do tipo Aa os fragmentos arrefecidos caem em direcção à base e são cobertos pela escoada que avança. Isto leva à formação de duas camadas de fragmentos arrefecidos: uma na base e outra no topo da escoada lávica. As lavas do tipo Aa são geralmente mais viscosas do que as do tipo pahoehoe e estas últimas podem formar escoadas Aa se o fluxo de lava se tornar turbulento devido à presença de obstáculos no terreno.

'Pahoehoe'[editar | editar código-fonte]

Pahoehoe (do Havaiano pahoehoe, que significa "macio") ou encordoada são geralmente escoadas de lavas basálticas. A sua superfície é macia e encordoada. As escoadas deste tipo avançam como uma série de pequenos lóbulos e dedos que rompem continuamente a superfície arrefecida. A textura da superfície das escoadas lávicas do tipo pahoehoe é muito variável apresentando várias formas referidas por vezes como esculturas de lava.

'Pillow lava'[editar | editar código-fonte]

Pillow lava (do inglês, que significa "lava em almofada") ou lava em almofada Pillow lava são as escoadas lávicas típicas das erupções vulcânicas submarinas. Esta denominação deve-se à sua secção aproximadamente esférica, semelhante a almofadas. As lavas em almofada formam-se não apenas em mar profundo, mas também quando as lavas subaéreas correm pelas vertentes entrando em contacto com o mar, rios ou lagos. As superfícies vítreas destas lavas não são lisas, apresentam gretas, enrugamentos e estrias lineares muitas das quais se intersectam em ângulos rectos. As lavas em almofada podem encontrar-se numa enorme variedade de formas incluindo bolbosas, esféricas, achatadas, alongadas e tubulares, e variam em diâmetro de várias dezenas de centímetros a várias dezenas de metros, contudo, o seu tamanho típico varia entre 0,5 e 1 metro. O interior das lavas em almofada arrefece mais lentamente que a cobertura exterior vítrea e consequentemente é mais cristalino. A cristalização a taxas de arrefecimento progressivamente mais lentas em direcção ao interior produz uma considerável variedade de texturas nas rochas.

Tipos de formações lávicas[editar | editar código-fonte]

A lava, sendo um material bastante mais viscoso do que a água, não flui tão rapidamente e facilmente quanto esta. No entanto quando o declive do terreno em que se desloca é muito acentuado a lava pode fluir a velocidades consideráveis. Mesmo quando a lava se encontra às temperaturas mais altas que pode atingir (cerca de 1250 °C)esta continua a ter um grau de viscosidade elevado que diminui com a diminuição da temperatura a que se encontra. Em zonas planas e a uma distância considerável da sua fonte os "rios" de lava avançam lentamente o que torna o arrefecimento superficial muito rápido formando-se uma crosta sólida com uma espessura tal que permite que uma pessoa possa caminhar sobre ela, funcionando como uma ponte sobre a lava que ainda continua a fluir no interior da escoada.

Existem poucas coisas que podem resistir ao avanço de uma escoada lávica. As árvores incendeiam-se rapidamente com o calor emitido da lava a altas temperaturas e ao serem atingidas por ela mergulham no seu interior desaparecendo rapidamente. Mesmo o mar não se consegue opor ao fluxo de uma corrente de lava e recua com a sua chegada. Promontórios que se estendem a distâncias consideráveis da costa são formados desta forma.

Cascatas de lava[editar | editar código-fonte]

As erupções vulcânicas são por vezes acompanhadas por fenómenos que aumentam a sua grandeza. Por vezes acontece que a escoada lávica se encontra com um precipício de altura significativa produzindo uma cascata flamejante.

Cidades total ou parcialmente destruídas pela lava[editar | editar código-fonte]

Notas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Lava