Batalha de Stiklestad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Stiklestad
Guerra civil norueguesa
Guerras da sucessão Ladejarl-Fairhair
Stiklestad.jpeg
Olav den Helliges død (1859).
Data 29 de Julho de 1030
Local Stiklestad, Noruega
Desfecho Decisiva vitória do Exército Camponês
Combatentes
Soldados da antiga guarda pessoal do rei, moradores locais e ladrões "O Exército Camponês", nobres, grandes fazendeiros e camponeses
Comandantes
Olavo II da Noruega
Dag Ringsson
Kalv Arneson
Tore Hund
Hårek fra Tjøtta
Forças
3.500 7.000
Baixas
desconhecidas desconhecidas

A Batalha de Stiklestad (Stiklarstaðir, na língua norueguesa antiga) ocorreu em 1030 e foi uma das batalhas mais célebres da história da Noruega. As causas dessa batalha se deram da rivalidade entre duas religiões: Pagã e Cristã. Nesse momento a religião cristã se espalhava por todo o mundo e, ao chegar a Noruega não foi muito bem aceita, findando em conflitos. Nessa batalha, o rei Olavo II da Noruega (Óláfr Haraldsson), que comandava suas tropas, foi morto pelo Exército Camponês, em maior número. Mais tarde, Olavo seria canonizado, tornando-se santo patrono da Noruega e Rex perpetuum Norvegiae (o rei eterno da Noruega). No fim das contas seria exagero afirmar que a Noruega se tornou um país cristão após a batalha de Stiklestad.[1] Antigas crenças pagãs continuaram a viver sob a superfície do cristianismo e muitos desses elementos pré-cristãos mesclaram-se às práticas cristãs.

Referências

  1. "O Mundo de Sofia - Romance da História da Filosofia" página 190-Edição Língua Portuguesa 2014 -ed. Companhia das letras.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Batalha de Stiklestad