Biscoito de goma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bolachinha de Goma

Biscoito, bolacha, bolinho, saquarema, sequilho ou raivinha de goma é um biscoito seco e doce, feito de goma de mandioca, açúcar, manteiga, ovos, leite de coco e fermento biológico; de produção predominantemente artesanal. Elaborados principalmente nos períodos festeiros da região nordeste; é um importante produto para geração de renda das famílias sertanejas.

Sua confecção é um costume familiar muito antigo; influenciado pelas técnicas de doceria portuguesas, aliadas aos ingredientes disponíveis no Brasil Colônia (como o açúcar e a mandioca) e aos valores alimentares dos africanos e indígenas.

Antigamente eram vendidos em latas de até 6 quilos, hoje é comum sua comercialização em pequenos sacos plásticos.

Sua feitura consiste em três etapas: preparação, descanso e abertura da massa; modelagem e corte da massa em pequenos ou médios formatos e o cozimento dos biscoitos.

Inicialmente todos os ingredientes são misturados de forma homogênea; a massa é deixada descansar por um dia para ganhar consistência; modelada em pequenos formatos florais, redondos, achatados, ovalados ou compridos; marcados suavemente com um garfo e assados.

Em algumas regiões, a massa em preparação é denominada pelas biscoiteiras de “raiva”, pelo seu modo de preparo difícil e pelo longo tempo de descanso necessário.[1]

Referências

  1. Maria Isabel Dantas (19/11/2010). Biscoitos de Goma: Um Patrimônio da Doçaria Seridoense. V Congresso de Pesquisa e Inovação da rede Norte Nordeste de Educação Tecnológica. Página visitada em 07/2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.