Cambista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Changeur juif - Tunisie - avant 1910.jpg

Os cambistas eram, no contexto histórico, aqueles se dedicavam ao câmbio. Nas feiras medievais e nos núcleos urbanos no feudalismo, eles trocavam moedas de vários valores, por uma de valor único(O valor das moedas dependia do metal que eram produzidas). Eles também podiam fornecer papéis que comprovassem um depósito feito em outro lugar podendo ser retirado pelo depositante em outra localidade, mantendo assim seguro o dinheiro do comerciante. Esses papéis eram chamados de letras de câmbio

Por meio da cobrança de algumas taxas estes cambistas realizavam atividades típicas dos bancos atuais, como empréstimos, câmbio, emissão de títulos e pagamento de dívidas.

Tais cambistas proporcionavam assim maior estabilidade às trocas comerciais, pois livraram os comerciantes do transporte de altos valores, em uma época em que as rotas de comércio ainda não ofereciam segurança aos mercadores.

Com o tempo, os cambistas começaram a ser chamados de banqueiros, porque faziam empréstimos aos comerciantes mediante a cobrança de juros (usura) e criaram o sistema de pagamento em cheque. A Igreja, durante muito tempo condenou esse tipo de empréstimo, utilizando como argumento frases bíblicas que eram interpretadas como contrárias a essa prática. Considerava-se a usura uma atividade ilícita, pois julgava-se que não se tratava de um trabalho verdadeiro, produtor de riqueza, como a agricultura, por exemplo. Até mesmo o comércio era visto com reservas e sua prática não dava prestígio a quem a ele se dedicava. Os mercadores tiveram de vencer muitos preconceitos para se firmar socialmente. Difundiu-se nesse período a frase, muitas vezes repetida, de que "Nummus non parit nummus", traduzindo: "Dinheiro não produz dinheiro".

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cambista
Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.