Cerimonial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Cerimonial, também chamado de protocolo, é um ramo de atividade onde se congrega todos os procedimentos sócio-cultural, protocolar público-privado das regras para a realização de atos e solenidades.

Todas as atividades correlatas a eventos de Inaugurações e atos envolvendo atividades de classe, entidades políticas, estudantil, onde se exige a normatização, programação, rotina é um trabalho do Cerimonial.

Em todo o segmento da sociedade existem atividades ligado ao cerimonial. Dentro da própria casa, no convívio social, político-religioso sempre existem regras para a conduta de pessoas.

Existem vários ramos do cerimonial. O religioso é a condução dos rituais dentro de uma cerimônia.

Nas ordens secretas existe o Mestre de Cerimônias que conduz por todo o Ocidente os movimentos do homem em relação ao Universo.

Nas tribos existe procedimentos milenares de condução de certos rituais, onde o cerimonial deve ser seguido da mesma forma que o primeiro surgido e criado pelos ancestrais.

Em toda a cultura oriental e ocidental existem cerimonial. Os orientais como maior rigor e certa preservação do conteúdo essencial de cada cerimônia.

De uma certa forma o cerimonial é um instrumento de igualar cultura, tratos e procedimentos. Toda autoridade político-religiosa em qualquer viagem pelo mundo, sabe exatamente como será recebido e como será realizada determinada cerimônia, por estarem sendo mantidas essas regras básicas de conduta.

A Sua Alteza Real só é conduzido ao trono de Rei, após uma cerimônia, onde são seguidos todos os procedimentos para esse fim. Da mesma forma, o Sua Santidade o Papa, quando eleito pelo Conselho do Vaticano, também passa por uma cerimônia onde o consagra como líder de uma religião e um Estado.

Assim, todos os Chefes de Estado só tomam posse após uma cerimônia.

Legislação Federal[editar | editar código-fonte]

Decreto Nº 70.274, de 9 de março de 1972 - Aprova as normas do cerimonial público e a ordem geral de precedência.

Lei Nº 5.700, de 1º de setembro de 1971 - Dispõe sobre a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais, e dá outras providências.

Funeral[editar | editar código-fonte]

Funerais nada mais são do que uma cerimônia fúnebre.

Inauguração[editar | editar código-fonte]

Uma cerimônia onde se apresenta a um determinado público, uma nova atividade em determinado setor, onde passa a funcionar, após esse ato protocolar.

Congressos e Seminários[editar | editar código-fonte]

Reuniões de pessoas para determinado fim, tais como atualização de conhecimento, troca de experiências, apresentação de trabalhos específicos sobre determinado tema.

Posse[editar | editar código-fonte]

Toda atividade pública ou não, é iniciada através de cerimônia de posse. Onde apresentamos a sociedade o poder concedido por diversos fatores a um determinada pessoa, que passará a exercer um controle sobre pessoas, portanto, a cerimônia torna público essa pessoa, esse líder. Presidente da República, Governador, Prefeito, Deputado Estadual, Deputado Federal,Vereadores, são alguns cargos que tomam posse, numa cerimônia realizada em suas respecticas casas.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma profissão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ver também[editar | editar código-fonte]